Homem é preso em Divinópolis por ameaça, resistência e tentativa de homicídio contra policiais militares

0 173

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Na tarde desta quarta-feira (8), por volta das 15:05 horas, acionados pelo Copom a uma viatura da PM deslocou até a Avenida Rosana Noronha Guarany, no Bairro Icarai em Divinópolis, para apurar uma denúncia de ameaça.

A matéria continua após a publicidade

Em contato com a vítima, a mesma relatou aos policiais que o autor Edmar estaria perturbando seu comércio, e ao chamar a atenção do autor, este passou a fazer ameaças de morte com os seguintes dizeres ” Você acha que é dono de tudo? Eu vou te pegar e te matar”, tal fato ocorre constantemente.

De acordo com o boletim de ocorrência, após contato com a vítima, os militares deslocaram com o intuito de abordar o autor que estava próximo do Bar em um ponto de ônibus. Os integrantes da guarnição abordaram o autor com os seguintes dizeres: “mão na cabeça e vira de costa”.

O autor vendo que seria abordado tomou posse de uma machadinha que se encontrava em sua cintura e afirmava agressivamente a todo tempo que não seria preso. A guarnição novamente repetiu os seguintes dizeres acima e ordenaram que largasse a machadinha. Neste momento o autor saiu do referido local bastante agitado andando com a machadinha em mãos, colocando em risco os demais usuários da via e evadindo sentindo a Rua Vera Cruz dizendo que não seria preso e que caso os militares os seguissem iria matá-los.

Os militares acompanharam o autor por cerca de 50 metros em uma distância de segurança e a todo momento verbalizando e o ordenando que largasse a machadinha e tomasse a posição de busca. O autor não aderindo a ordem legal dos militares virou para rua Vera Cruz.

Novamente os militares verbalizaram com o autor pedindo que deitasse no chão, pois o autor se encontrava transtornado e ameaçava os militares a todo momento. O autor continuou andando, e em frente a madeireira do Libério parou e visivelmente mais alterado ainda, virou-se para os militares e repetiu que não seria preso e que mataria qualquer um que tentasse colocar a mão nele para prendê-lo.

Neste momento um dos militares determinou que o autor largasse a machadinha e se deitasse no chão. O autor muito agressivo levantou a machadinha e foi em direção a outro militar que estava na ocorrência no intuito de matá-lo, momento em que outro policial militar para cessar a injusta agressão, efetuou um disparo de arma de fogo que atingiu um dos membros inferiores e fez o recuo tático cerca de dois passos, continuando a verbalização e determinando que o autor largasse a machadinha.

O autor mesmo depois de ser atingido pelo disparo de arma de fogo, continuou segurando a machadinha, momento em que as outras guarnições chegaram em duas motocicletas ao local e também verbalizaram com o autor que estava irredutível em largá-la.

Somente com a chegada da guarnição GEPAR, é que o autor se rendeu e soltou a machadinha, pois a guarnição equipado com uma calibre .12 com munição de elastômero ordenou mais uma vez que ele largasse a machadinha, pois caso contrário seria necessário outro disparo. Neste momento a guarnição do GEPAR socorreu o autor com ferimento na coxa esquerda, sendo o mesmo atendido na Sala Vermelha do Hospital São João de Deus, vindo o médico plantonista, constatar perfuração na coxa esquerda, com orifício de saída aparentemente sem lesões vasculares, somente lesões de tecido moles, sem sinais de fraturas, de acordo com Raio-X, e com o relatório médico. O autor estava de posse de mais quatro armas brancas. Em consulta ao sistema informatizado, o autor possui vasta ficha criminal, inclusive uma tentativa de homicídio contra um policial civil.

Foi dada voz de prisão ao autor, sendo cientificado de seus direitos constitucionais, estando sob escolta policial no Hospital São João de Deus, devido estar em observação. A arma que o militar efetuou o disparo se encontra apreendida, a disposição da autoridade policial, juntamente com o estojo deflagrado calibre .40.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.