O que era para ser mais uma apresentação para preocupar o torcedor do Atlético em 2018 acabou virando uma vitória para desencantar. O Atlético venceu a URT por 1 a 0 na noite deste domingo (4). Apresentou futebol pobre, salvo graças a bela cavadinha de Ricardo Oliveira, aos 46 minutos do segundo tempo. 
Com força máxima escalada pelo auxiliar Luiz Alberto - substituto de Oswaldo de Oliveira, com cirurgia dentária - o Galo somou a segunda vitória no Mineiro no Estádio Zama Maciel. E já vai arrumar malas para pegar o Atlético-AC na quarta-feira. Com a vitória, o alvinegro pula da oitava colocação para a terceira posição na fase classificatória. 
O JOGO
O Galo levou perigo mais vezes nas bolas paradas, sempre que Otero ia bater. Em duas cobranças fortes, obrigou o goleiro da URT - Carlão, sósia de Taffarel - a espalmar a dar rebote, não aproveitado.

Depois, o time visitante quase abriu o placar em lançamento de Cazares para Ricardo Oliveira, mas a bola foi isolada pelo arqueiro da equipe da casa. Já a URT poderia ter saído de campo vitoriosa, se Eduardo Ramos acertasse o chute de cobertura após falha da Gabriel.
No segundo tempo, o jogo ficou ainda mais feio, com poucas chances criadas num gramado castigado do estádio da URT. Marco Túlio e Luan entraram no time do Atlético, e o ataque passou a se movimentar mais. O mais esforçado em campo, Otero, também foi responsável por descolar o passe da vitória. Enfiada para Ricardo Oliveira, entre os zagueiros. Com categoria, o camisa 9 tocou por cima na saída de Carlão.

A matéria continua após a publicidade