Um homem armado invadiu a sede da TV Record em Belo Horizonte, na manhã desta quarta-feira (31), e fez um funcionário da emissora como refém. Informações não oficiais indicam que o suspeito seria policial civil. A corporação foi procurada pela reportagem do Hoje em Dia, mas ainda não se pronunciou.
Conforme relatos, o homem chegou a apontar a arma para a cabeça do porteiro. A Polícia Militar foi acionada, mas funcionários da TV conseguiram negociar a liberação da vítima, que não se feriu na ocorrência.
Segundo testemunhas, militares do Grupamento de Ações Táticas Especiais (Gate) estiveram no local para atender o caso. A PM, porém, não passou informações sobre a ocorrência por supostamente envolver um agente de segurança de outra corporação.
A TV Record também foi procurada pela reportagem, mas não se manifestou. 
Por meio de nota, a Polícia Civil informa que o investigador que esteve na manhã de hoje (31) na TV Record estava de licença médica desde o dia 19 de setembro do ano passado. Ele apresentou problemas psiquiátricos e estava sendo acompanhado pelos órgãos responsáveis da instituição. O policial já tinha histórico de licenças médicas em períodos anteriores. Ele foi encaminhado à Corregedoria-Geral de Polícia Civil, onde serão tomadas medidas pertinentes.

Publicidade