O Cruzeiro não tomou conhecimento do Uberlândia e na noite desta quarta-feira (24) emplacou sua primeira goleada na temporada. A Raposa fez 4 a 0 no Periquito, fez valer sua superioridade técnica e se tornou líder do Campeonato Mineiro com sete pontos em três jogos. 

Hoje em Dia
Os gols do jogo forma marcados por Rafael Estevam (contra), Thiago Neves e Rafinha, duas vezes.
Ainda não foi dessa vez que o atacante Fred balançou as redes com a camisa celeste após o seu retorno. Chances o camisa 9 teve, mas parou nas mãos do goleiro Felipe ou na marcação da zaga adversária. Novamente os jogadores do Cruzeiro buscaram o centroavante para esse tão esperado gol, que mais uma vez ficou apenas na vontade.
A próxima partida do Cruzeiro está marcada para este sábado (27), às 19h, em Ipatinga, contra o Tombense.
O Jogo
Como já se tornou rotina, o time do interior que chega ao Mineirão para enfrentar o Cruzeiro joga por uma bola. O treinador do Uberlândia, Paulo César Catanoce, não escondeu que tentaria "povoar o meio-campo" para tentar quebrar a linha de três da Raposa, vislumbrando uma chegada com qualidade ao ataque. O que não foi possível, e o placar da etapa número um mostrou isso.
O time de Mano Menezes dominou o quesito posse de bola e por isso levou muito mais perigo ao gol de Felipe. Fábio não passou ileso como havia acontecido contra o Tupi, mas a segurança do sistema defensivo azul e a diferença técnica das equipes fizeram com que a Raposa saísse na frente do placar. E em quatro minutos a história do jogo mudou.
Rafael Estevam, contra, após jogada de Robinho aos 38 minutos, e Thiago Neves, em uma bela cobrança de falta, aos 42, marcaram gols a favor do Cruzeiro.
No segundo tempo a superioridade cruzeirense se manteve evidente, com as melhores chances de gol do lado da Raposa. O Uberlândia até balançou as redes aos 7 minutos da etapa complementar, mas a arbitragem viu o jogador em posição de impedimento, invalidando o lance.
O Periquito até mostrou vontade, raça, mas esbarrava na superioridade técnica do Cruzeiro. A equipe estrelada superava até os 38 minutos a cada das 20 finalizações, enquanto o Uberlândia havia chutado apenas oito vezes.

A matéria continua após a publicidade