AnuncioTop

Ultimas Notícias

recent

"5ª Edição do AMM nos Municípios" Em Itapecerica, prefeitos cobram demandas atrasadas do Governo de Minas

01/10/2017
Em Itapecerica, a quinta edição do AMM nos Municípios – Encontro nas Macrorregiões, promovida nesta sexta-feira (29), deu voz às reivindicações dos prefeitos do Centro-Oeste mineiro.
 (Foto: AMM/Divulgação)

Mais de 200 participantes, dentre eles, quase 40 prefeitos, além de lideranças políticas, presidentes de microrregionais, deputados estaduais e federais, vereadores, servidores públicos e sociedade civil participaram deste momento. A cobrança pelos atrasos nos repasses estaduais como o ICMS, transporte escolar e recursos da saúde foram as principais pautas defendidas pelos prefeitos na ocasião.
Na abertura, o presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) e prefeito de Moema, Julvan Lacerda, destacou que a cada passo dado, o alcance do projeto vem crescendo e alcançando o objetivo do projeto de interiorização pensado pela sua gestão, que é reconhecer os problemas de cada região para elaborar uma pauta condizente com as demandas locais. “O que viemos buscar aqui, é trazer as reivindicações para que a AMM tenha uma pauta sólida, com os verdadeiros anseios dos prefeitos, e não o que uma diretoria achar o melhor. Hoje, mais quatro municípios filiaram-se, somando forças para podermos alcançar a vitoria da causa municipalista”, comemorou.
Julvan também destacou que o “AMM nos Municípios” tem despertado incômodo pelo seu êxito, mas que é necessário passar por cima. Para ele, acusações de que o projeto seria campanha antecipada representa desespero. “Tudo que acontecer que for contra os municípios, seja quem estiver lá, seremos contra, porque vocês elegeram nossa causa pra isso”, reforçou.  “Não estamos fazendo política, a eleição da nossa chapa única representa isso. Estamos querendo ouvir os prefeitos. A participação dos nossos convidados é boa para saberem quais as demandas, em tempo real, mas não são os principais atores, que são os prefeitos”, explicou.
 

O anfitrião do evento foi o prefeito Wirley Rodrigues Reis, o popular Têko, que também é diretor regional da AMM no centro-oeste, destacou que espera que o movimento saia ainda mais fortalecido, com o compromisso de cobrar do governo do estado e do governo federal recursos para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos. Os problemas acontecem aqui, no município, onde o prefeito é cobrado por remédio, por educação, por infraestrutura e precisamos estar unidos. E por isso a importância desse encontro para os prefeitos da região. É uma vergonha. Estamos sem receber quatro parcelas do transporte escolar. Nós devemos ser respeitados, é preciso planejamento. O ICMS ainda não foi depositado para as prefeituras. Como vamos governar sem recursos? Aquilo que é do nosso direito não está sendo transferido. É preciso que o Governo tome ciência da situação dos municípios e principalmente dos menores que não tem arrecadação e precisam dos repasses do dos governos”, reclamou.
O prefeito de Formiga, Eugênio Vilela Júnior, que foi eleito pela primeira vez, reconheceu a importância do evento para o desenvolvimento municipal.  “Eu estou no primeiro mandato e já parabenizo a AMM por descentralizar essas discussões. É um momento onde podemos trocar experiências acerca das nossas angustias, que são as mesmas. Os problemas são muito parecidos e esses eventos são importantes para que, juntos, possamos traçar estratégias para sairmos dessas dificuldades em que nos encontramos”, disse.

A notícia continua após a publicidade

Denílson Teixeira, prefeito de Arcos, ressaltou que a AMM auxilia os gestores na defesa das causas gerais, que precisam de sua influência com a união de todos. “Nós, prefeitos, estamos muito atentos e preocupados com o dia-a-dia da prefeitura e não temos tempo de pensar em questões maiores. A gente apaga fogo, pensa em resolver o que está ali na nossa frente, mais urgente. Com essa interiorização, a AMM traz pra nós o que é importante, um suporte que precisamos tanto. Quero parabenizar o Julvan e dizer da satisfação de termos esse respaldo institucional, pra ter forças que não teríamos sozinho”, destacou.
Vereadores
A presença de dezenas de vereadores da região contribuiu para o sucesso do evento. “A AMM não é só uma associação de prefeitos, mas de municípios. Por isso, saudamos os vereadores que participam, representantes mais próximos da população. É importante que os vereadores saibam o que estamos passando, para nos unirmos mais”, disse o presidente da AMM, Julvan Lacerda, agradecendo a presença dos representantes do legislativo municipal.
O presidente da Câmara Municipal de Itapecerica, vereador José Mariano, reconhece que a união é importante para atingir o objetivo de melhorar a vida dos cidadãos. “Com isso, o município ganha em estrutura em todas as pastas de governo. É muito importante aproximar o executivo municipal com os vereadores. Essa integração é essencial para que possamos efetuar medidas realmente boas para os municípios, unindo forças, com diálogo e troca de experiências”, destacou.
Demandas
“O que estamos exigindo não tem nada com desentendimento político ou campanha, tem a ver com legalidade, começando pelo ICMS que está atrasado. Parece que o estado dá o dinheiro para os municípios, está fazendo é um favor, mas esse dinheiro é por lei nosso. A única obrigação dele é fazer a arrecadação e repassar pra nós. O transporte escolar, a saúde, é a mesma coisa. Eles têm que nos respeitar”. Essa fala do presidente Julvan reflete a fala da maioria dos prefeitos que se manifestaram no evento em Itapecerica.
O prefeito de Bom Despacho, Fernando Cabral, compartilha da mesma demanda. “Os atrasos nos repasses do governo estadual tem causado sérios danos aos municípios. Por exemplo, na área de saúde, estamos com atrasos substanciais em verbas diferentes. Não temos condições de tratar os pacientes, sem que o estado pague as suas contas. Por isso, todos os prefeitos e a AMM devem unir forças para acionar o governo de Minas na justiça, obrigando a cumprir sua obrigação, que é repassar corretamente o ICMS, pagar as despesas de medicamentos de alto custo, cirurgias, porque senão os municípios não terão condições de sobreviver. E não é obrigação do município arcar com despesas do estado, já chega a quantidade de servidores que cedemos para o estado em todas as áreas”, defendeu.
Outra questão abordada foi a crise hídrica gerada pela falta de chuva na região. “Precisamos discutir a crise hídrica e as ações da Copasa nos municípios, que tem aumentado sua arrecadação e não investe. A região centro-oeste está passando uma seca jamais vista nos últimos tempos. É um fenômeno da natureza, mas a Copasa tem a obrigação de investir nos municípios. Sugiro um grupo de trabalhos para que, juntos, irmos à Copasa, buscar encontrar medidas para amenizar essa situação”, disse o prefeito de Itapecerica.
Sobre o AMM nos Municípios
Com o “AMM nos Municípios – Encontros nas Macrorregiões”, os gestores e servidores públicos das cidades do interior de Minas Gerais, que nem sempre podem estar na sede em Belo Horizonte, têm a oportunidade de participar das atividades da Associação para reivindicarem ações e, juntos, buscarem soluções e mais desenvolvimento, principalmente aos pequenos municípios.
O projeto de interiorização foi pensado em parceria com o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Cidades e de Integração Regional (SECIR/MG)  e da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP/MG) , Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais – (TCE/MG), Ministério Público de Minas Gerais – (MP/MG), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (CREA/MG), Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Minas Gerais (OAB/MG) e Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (COSEMS/MG), e, com o apoio institucional da Rede Minas de Televisão, Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG) e da Confederação Nacional de Municípios (CNM).
Próxima edição
Até o dia 1 de dezembro, o “AMM nos Municípios” vai ter rodado Minas Gerais. A sexta edição será em Curvelo, região central, no dia 6 de outubro. Para conhecer a programação e se inscrever, clique aqui.
"5ª Edição do AMM nos Municípios" Em Itapecerica, prefeitos cobram demandas atrasadas do Governo de Minas Reviewed by DestakNews Brasil on 11:38 Rating: 5
Postar um comentário
DESNEWS

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.