Quadrilhas especializadas em adulteração, clonagem, receptação, furto e roubo de veículos estão na mira da Polícia Federal (PF) de Minas Gerais. 
Para desarticular os grupos criminosos, a corporação deflagrou nesta quinta-feira (31) a Operação "Resgate" e cumpre 133 mandados judiciais.
Os integrantes dos bandos estão sendo caçados em 15 municípios do Estado (Divinópolis, São Sebastião do Oeste, Carmo do Cajuru, Nova Serrana, Bom Despacho, Itaguara, Brumadinho, Igarapé, Ibirité, Mário Campos, Sarzedo, Mariana, Betim, Contagem e Belo Horizonte). Além disso, um mandado também está sendo cumprido em Rio Verde, em Goiás.
Do total, 15 ordens são de 70 de busca e apreensão, 15 de prisão preventiva, 16 de prisão temporária e 31 de condução coercitiva.
Crime organizado
A investigação teve início em outubro de 2016 e, desde então, houve vários prisões em flagrante, a recuperação de diversos veículos adulterados, furtados ou roubados, a identificação de organizações criminosas responsáveis por clonagem de veículos roubados/furtados, e, também, a identificação de desmanches e receptação de peças. 
Uma das organizações criminosas agia em Divinópolis, na região Centro-Oeste de Minas, e outras duas foram descobertas na Região Metropolitana de BH. Uma delas seria responsável por falsificar documentos de Certificados de Registro de Licenciamento de Veículos, que seriam repassados a compradores de carros clonados. 

A matéria continua após à publicidade.