Quarenta pessoas envolvidas em um esquema de roubo de cargas foram procuradas em Minas Gerais e em outros cinco estados brasileiros nesta quinta-feira (10). Entre os alvos da Operação Hiscos II, que investiga um grupo que teria movimentado ilegalmente R$ 30 milhões, estava uma vereadora suplente de Buritis, no Norte de Minas.
Conforme a Polícia Federal, a mulher, de 36 anos, é acusada de lavar dinheiro para os integrantes da organização criminosa. Ela foi detida em casa mediante cumprimento de mandado de prisão. Levada para Montes Claros, a suspeita seguiu escoltada por agentes federais até Goiás, onde será ouvida e permanecerá à disposição da Justiça. 

A matéria continua após à publicidade.