Uma partidaça no Mineirão. Assim foi o jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil entre Cruzeiro x Grêmio. Decidida nos pênaltis, já que a Raposa derrotou o Tricolor por 1 a 0 no tempo normal - placar feito pelo time gaúcho no Sul do país - a partida levou à loucura a torcida celeste no Gigante da Pampulha.
Com pouco mais de 55 mil presentes no principal palco do futebol mineiro, recorde do ano, o time comandado por Mano Menezes foi guerreiro, e saiu nos braços da China Azul. Uma festa bonita de se ver. Se Menezes havia sonhado com 3 a 1 no tempo normal, nas cobranças por pênaltis o placar terminou 3 a 2 para sua equipe.
Agora, na final, o time terá pela frente o Flamengo, que derrotou o Botafogo por 1 a 0 e se garantiu na grande decisão. Certeza de casa cheia nos duelas de ida e de volta, ainda sem data e mandos definidos.
O jogo
A decisão começou antes mesmo de a bola rolar. No caminho para o Mineirão, a torcida cruzeirense, pra lá de confiante, fez festa nos carros, ônibus e nas ruas da capital mineira. A cidade, inclusive, viu o azul e branco predominar durante toda quarta-feira.
Quando foi dado o ponta-pé inicial, não faltou emoção. Apesar do placar em branco até o intervalo, boas chances foram criadas. Enquanto a Raposa tentava achar espaços na defesa gremista, o tive visitante explorava os contra-ataques e os bons passes curtos.
A primeira investida de perigo aconteceu aos cinco minutos, com o argentino Lucas Barrios. O goleiro Fábio, porém, em grande defesa, evitou que a rede balançasse no Gigante da Pampulha.

A matéria continua após à publicidade.