AnuncioTop

Ultimas Notícias

recent

MPF denuncia Prefeitura de Lagoa da Prata por falta de transparência

24/08/2017

Administração Municipal afirma que irregularidades apontadas já estavam sanadas e outras não possuem fundamento

O Ministério Público Federal (MPF) ingressou ações contra três municípios da região (Nova Serrana, Lagoa da Prata e Pitangui) por, segundo o órgão, descumprirem a Lei de Transparência ao não disponibilizarem todas as informações exigidas em seus portais.
Em Lagoa da Prata, conforme matéria publicada pelo site G1, mesmo o município tendo aderido ao Programa Brasil Transparente, da Controladoria Geral da União (CGU), o portal do município não apresenta todas as informações obrigatórias, como relatórios orçamentários e financeiros para download em diversos formatos. Falta também, segundo a matéria veiculada pelo G1, o endereço e horário de atendimento de todos os setores da Prefeitura, a estrutura organizacional e as remunerações dos servidores.


Para administração municipal, denúncias não têm fundamento

Em nota, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Lagoa da Prata informou que o Ministério Público Federal notificou o município no início de 2016 sobre algumas supostas irregularidades no Portal da Transparência, sugerindo, na oportunidade, que o município celebrasse um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), a fim de corrigi-las.

A matéria continua após à publicidade.


Leia a seguir a nota enviada pela assessoria da Prefeitura:


“No entanto, a Administração Municipal observou que algumas das irregularidades apontadas já estavam sanadas e outras não possuíam fundamento, vez que já estavam devidamente implementadas, tratando-se apenas de dificuldade na forma de acesso às informações e, por estas razões, entendeu não ser necessário celebrar o TAC, situação comunicada ao MPF, por meio do ofício 137/2016.
Porém, o MPF, diante da negativa do Município em celebrar o TAC, ajuizou uma Ação Civil Pública em face do Município de Lagoa da Prata, solicitando a adequação do site da Prefeitura na internet referente aos seguintes pontos:
– Disponibilização de informações concernentes a procedimentos licitatórios, com contratos assinados dos últimos 6 meses;
– Relatórios estatísticos sobre pedidos de informação recebidos, atendidos e indeferidos, bem como informações genéricas sobre os solicitantes;
– Disponibilização no portal de possibilidade de gravação de relatórios em diversos formatos eletrônicos, como textos e planilhas;
– Indicação no site a respeito do Serviço de Informações ao Cidadão, indicando local e horário de funcionamento do SIC físico;
– Disponibilização dos horários de atendimento ao público das respectivas unidades;
– Divulgação da remuneração individualizada por nome do atente público.
Ocorre que destas irregularidades apontadas, apenas aquela relativa aos contratos resultantes dos procedimentos licitatórios é pertinente. Isso porque, apesar de disponibilizados na íntegra, não estão disponibilizados com as assinaturas, conforme exigido pela Lei de Acesso à Informação. Porém, tal situação já se encontra em processo de regularização pelo Setor de Licitação, para que os contratos sejam disponibilizados com as respectivas assinaturas.
Por fim, informamos que o Município ainda não foi citado a fim de tomar ciência da mencionada Ação Civil Pública. Ademais, tal processo está fadado à extinção, por perda de seu objeto, tendo em vista que o pedido final que consta no processo já havia sido implantado pelo Município”.

Jornal Cidade

MPF denuncia Prefeitura de Lagoa da Prata por falta de transparência Reviewed by DestakNews Brasil on 08:07 Rating: 5
Postar um comentário
DESNEWS

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.