AnuncioTop

Ultimas Notícias

recent

Detentos do Presídio de Itaúna reivindicam agilidade da Justiça, afirma SEAP; entidade nega motim

31/08/2017

Detentos se rebelaram mais uma vez no Presídio de Itaúna, devido à superlotação e morosidade da Justiça no julgamento de processos.

Com Santana FM 

Fotos: Bruno Freitas/Santana FM 



A manifestação começou na terça-feira (29), de acordo com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP), e terminou nesta quarta (30). A entidade sustenta que não houve motim, mas uma “manifestação pacífica”, embora os presos tenham iniciado greve de fome começando a gritar e bater nas grades, provocando tumulto.

Pelo menos dois passaram mal e foram encaminhados ao hospital. Familiares que acompanharam o motim do lado de fora do presídio, apontam que houveram transferências ao longo da terça. Por razões de segurança, a SEAP afirma que não informa sobre transferências. As celas com capacidade para 70 detentos abriram hoje 270.
Foi uma das demandas enviadas pelo prefeito Neider Moreira (PSD) ao governador Fernando Pimentel (PT), em encontro no Palácio da Liberdade no último dia 24.

GREVE DE FOME 

Desde a noite de terça os presos se recusaram a receber a alimentação servida pela unidade prisional, afirma a SEAP em nota.  A direção do Presídio comunicou ao Poder Judiciário a ação dos detentos e a Promotoria de Justiça esteve presente no local na tarde dessa terça-feira (29) ouvindo reinvindicações. De acordo com familiares dos presos, há superlotação e maus tratos. Algumas celas tem capacidade para até 12 detentos, mas estariam com 32.

BARRIL DE PÓLVORA 

Durante o encontro com o governador, Neider classificou o atual edifício como um barril de pólvora. As celas com capacidade para 70 detentos abriram hoje 270, tornando-se um “lugar indigno”, nas palavras do prefeito, além de trazer insegurança para a vizinhança.

A matéria continua após à publicidade.


“Temos de tirar o presídio da Rua Santana. É um barril de pólvora. Um local onde cabem 70 pessoas, de maneira mais digna, e hoje está ocupada por 230. Ou seja, um lugar indigno. Precisamos construir um novo presídio, para dar um tratamento mais humano às pessoas que estão lá cumprindo suas penas, e trazer mais segurança para o entorno. Isso é muito importante”, salientou Neider após o encontro.
Detentos do Presídio de Itaúna reivindicam agilidade da Justiça, afirma SEAP; entidade nega motim Reviewed by DestakNews Brasil on 11:06 Rating: 5
Postar um comentário
DESNEWS

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.