Ver o Atlético jogar em casa na temporada vinha sendo uma experiência negativa para o torcedor do clube. Mas o Dia dos Pais deu um alento numa temporada frustrante do clube. Neste domingo (13), o Galo finalmente deu fim a uma série de cinco partidas sem vitória nos seus domínios. Venceu, e bem, o Flamengo no Independência pela 1ª rodada do returno.
Com um time com "fome de bola", sem contar com as duas principais estrelas - Robinho e Fred -, o Atlético deu uma respirada no Brasileirão, graças aos gols de Fábio Santos (pênalti) e Rafael Moura; além da expulsão de Trauco no começo do 2º tempo. Destaque para a defesa bem postada, inclusive com a presença de Felipe Santana, e a qualidade do corredor esquerdo, com Marcos Rocha e Luan. Quem não apareceu tanto foi Cazares, mas sua apresentação discreta não prejudicou o rendimento da equipe. 

MARCAÇÃO EM CIMA E JUIZ PERDIDO

O Atlético começou o jogo com intensidade alta, marcando no campo do Flamengo e com desarme agressivo. O Flamengo, por sua vez, tentava explorar espaços nas costas dos marcadores alvinegros. A proposta de jogo do Galo se sobressaiu ao adversário. Mesmo tendo um time sem um velocista, o Atlético incomodava bastante a zaga do Flamengo, com troca de passes de forma rápida.

A matéria continua após à publicidade.