Na próxima quarta-feira (19) começará no Uruguai a venda ao público de maconha para uso recreativo em um grupo de farmácias locais, anunciou o governo nesta sexta-feira.

AFP  

Tipo de embalagem de maconha a ser vendida em farmácias do Uruguai (Foto: Divulgação/IRCCA)  

Em um comunicado da presidência foi ratificado que o Instituto de Regulação e Controle da Cannabis (IRCCA) resolveu implementar a venda controlada de maconha em farmácias a partir de 19 de julho, a mesma data que os meios uruguaios haviam especulado.
"Até a data, 16 farmácias aderiram ao sistema e cumprem todos os requisitos exigidos pelo Instituto, garantindo as disposições estabelecidas" na lei aprovada em 2013 para regular a produção e venda da erva.
O cronograma para a venda de maconha ao público em farmácias foi o ponto mais conflitivo e complexo dessa lei, apresentada e aprovada durante o mandato do ex-presidente de esquerda José Mujica (2010-2015) como estratégia de luta contra o narcotráfico.
A legislação habilita três vias para ter acesso à cannabis: cultivo em lares, cultivo cooperativo em clubes e venda em farmácias de maconha produzida por empresas privadas controladas pelo Estado.

A matéria continua após à publicidade.