Os pacientes de urgência e emergência que derem entrada em hospitais privados conveniados com o Sistema Único de Saúde (SUS) agora tem o atendimento garantido em Minas Gerais. A partir desta quarta-feira (19), os médicos estão proibidos de recusar a assistência gratuita a quem não possui plano de saúde. 
A determinação é do governador Fernando Pimentel (PT), que sancionou lei que garante os direitos dos pacientes. Conforme a nova legislação, que já está em vigor, as instituições vinculadas ao SUS têm que realizar o atendimento integral e totalmente gratuito para todos os casos considerados graves. Se o paciente solicitar, a instituição também terá que entregar um documento comprovado que o atendimento foi realizado sem nenhum custo.


A matéria continua após à publicidade.