Depois de um jejum de três jogos sem marcar e vindo de duas derrotas, o Cruzeiro finamente mostrou uma atuação classe A, vencendo o Atlético-GO por 2 a 0, no Mineirão.
A nota A tem a ver também com os nomes de Alisson e Ábila, participantes do gol cruzeirense. Bastou Alisson entrar no segundo tempo para o ataque melhorar e o argentino Ábila ter a sua chance.

Sem poder contar com Alisson para o início do jogo, Mano escalou Ábila na frente, Robinho centralizado, armando as jogadas, Rafael Marques aberto do lado esquerdo e Thiago Neves correndo pela direita.

O quarteto se movientou bem no ataque, mas esbarrou na forte marcação dos goianos. Para furar esse bloqueio, os mineiros valeram-se de muitos chutes de longa distância, especialmente com Thiago Neves.

Aos 31, ele acertou o travessão do goleiro Felipe e, no minuto seguinte, voltou a botar perigo na bola, no canto direito, agora com o camisa nº 1 fazendo a defesa.

Mesmo apenas com um jogador na frente, o Atlético buscou o jogo, principalmente pela direita, com tabelas e bons passes, impondo muita dificudade ao setor esquerdo do Cruzeiro.

Numa jogada assim, os visitantes quase abriram o placar, com Silva puxando o contra-ataque pela direita e tocando para Andrigo, que chutou com perigo, mas em cima da zaga cruzeirense.

Apesar de poupado devido a dores musculares, Allison entrou na volta do segundo tempo, no lugar de Rafael Marques, que se movimentou muito, mas foi pouco produtivo.

Aos 6 minutos, Alisson faz a sua primeira contribuição, pegando a sobra da cobrança de escanteio e lançamento na área para Léo, que, cara a cara com o goleiro, preferiu dar uma bicicleta, malfeita.

Ábila, porém, soube aproveitar melhor o passe de Allison, abrindo o placar aos 16,esticando todo para arrematar a gol. Foi a primeira bola que o atacante recebeu até aquele momento.

Aos 33, a dupla voltou a funcionar. Alisson entrou com perigo na área e foi derrubado por André Castro. Ábila, maior artilheiro do Cruzeiro na temporada, bateu com força, no canto esquerdo.

O Atlético ainda teve tempo de dar um susto na torcida, quando Bruno Pacheco foi enfileirando os jogadores do Cruzeiro até conseguir condições de chutar. Fábio defendeu.

Com 10 pontos na tabela, o Cruzeiro tem pela frente nada menos do que o lídero do Campeonato Brasieiro, o Corinthians. O jogo será na quarta, às 21h45, na Arena Corinthians.

CRUZEIRO - Fábio, Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Ariel Cabral (Hudson), Romero, Robinho, Thiago Neves (Rafinha), Rafael Marques (Alisson) e Ábila. Técnico: Mano Menezes

ATLÉTICO-GO - Felipe, André Castro, Eduardo, Roger Carvalho, Bruno Pacheco, Marcão, Silva, Breno Lopes (Walterson), Jorginho, Andrigo (Júnior Viçosa) e Everaldo. Técnico: Doriva.

GOLS - Ábila, aos 16 e 34 minutos do segundo tempo

CARTÕES AMARELOS - Andrigo, André Castro, Marcão, Jorginho, Murilo, Robinho, Thiago Neves

ARBITRAGEM - João Batista de Arruda, auxiliado por Eduardo de Souza Couto e Luiz Claudio Regazone

LOCAL - Mineirão