AnuncioTop

Ultimas Notícias

recent

Aécio tentou encontros com delegado e ministro do STF

01/06/2017
Antes de desencadeada a operação Patmos, o senador afastado, Aécio Neves (PSDB), tentou encontros com o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, e também com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandoski. 

Hoje em Dia

É o que revela relatório da Polícia Federal com o resumo do monitoramento feito em aparelhos telefônicos do senador. Na ocasião, Aécio já era investigado em cinco inquéritos da “Lava Jato”. Ele já havia sido citado na delação premiada de ex-executivos da Odebrecht. 
“Verificou-se ainda a possibilidade de uma tentativa de influir em investigações. Na conversa de 08/05/2017, Aécio Neves conversa com o diretor da Polícia Federal, Leandro Daiello, solicitando reunião para tratar aparentemente de texto da reforma da Previdência. O encontro fica agendado para o mesmo dia”, diz relatório da PF. 
“Deixa eu te falar o seguinte, Leandro. É uma coisa multo, muito rápida .. ê ... eu precisava ver se você consegue me dar cinco minutos hoje”, diz no grampo. “Chegou uma emenda pra mim aqui sobre a questão da Previdência que acho que impacta em vocês. Eu preciso saber qual que é tua visão em relação a isso”, diz o senador ao delegado. 
Em outro trecho, ele também pede a uma assessora para entrar em contato com Ricardo Lewandoski para agendar uma reunião. 
Por falar em Aécio, na noite de anteontem ele reapareceu nas redes sociais. Postou uma foto no seu  Twitter com parlamentares do PSDB para tratar, segundo ele, de votações no Congresso. Aécio está afastado pelo ministro Edson Fachin das funções de senador. “Me reuni hoje com os senadores Tasso Jereissati, Anastasia, Cássio C. Lima e José Serra. Na pauta, votações no Congresso e agenda política”, diz a legenda da foto postada por Aécio.
Na noite de on tem a defesa de Aécio Neves enviou para a coluna a seguinte nota: “As conversas interceptadas, com seu conteúdo parcialmente divulgado, não revelam qualquer ato ilícito do senador Aécio Neves, pelo contrário. Apesar das interpretações distorcidas que se tem dado, as conversas evidenciam de forma clara e inequívoca a inexistência de qualquer irregularidade. Mostram que o senador manteve com o diretor da Polícia Federal, Leandro Daiello, uma agenda explícita, lícita e normal de trabalho, conforme expressamente dito pelo senador na conversa: “Chegou uma emenda para mim aqui, sobre a questão da Previdência, que acho que impacta em vocês. Eu preciso saber qual é tua visão em relação a isso”.
O único contato que manteve com o delegado Daiello acerca das investigações que lhe diziam respeito foi para comunicá-lo que, em razão de decisão do STF, não compareceria na data antes marcada para seu depoimento. Este telefonema ocorreu após a decisão do ministro do STF pelo adiamento do depoimento e concessão do devido acesso aos autos do inquérito.
Por fim, é mais do que natural que o senador, diante da notícia de instauração de investigações contra si, buscasse mais informações a respeito, seja no que concerne às autoridades que presidiriam os inquéritos, seja no que se refere ao seu conteúdo. Isso, obviamente, não tem qualquer conotação irregular e muito menos criminosa.”
Aécio tentou encontros com delegado e ministro do STF Reviewed by DestakNews Brasil on 12:57 Rating: 5
Postar um comentário
DESNEWS

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.