No espaço de uma semana, o Atlético sofreu o seu terceiro tropeço (dois pelo Campeonato Brasileiro e um pela Copa do Brasil), e empatou em 2 a 2 contra a Ponte Preta, no Independência, e chegou apenas a dois pontos - em três jogos- no Campeonato Brasileiro. Na manhã deste domingo, o Galo até abriu o placar com Robinho, mas viu o ex-cruzeirense Lucca marcar duas vezes e virar o placar para a Macaca. Rafael Moura, o He-Man alvinegro, deixou tudo igual na terceira rodada do Brasileirão.
Como no jogo passado, diante do Paraná, o Atlético começou ganhando e depois levou a virada, após um apagão no início do segundo tempo, só conseguiu o empate aos 34 minutos. Com sete gols sofridos, após duas derrotas, para o Fluminense (por 2 a 1, no Independência) e Paraná (3 a 2, em Curitiba, na estreia da Copa do Brasil), o sistema defensivo do Galo entra em xeque.
O time volta a jogar na quarta, diante do Paraná, em casa, e qualquer outro resultado que não uma vitória põe fim a sequência do Galo na Copa do Brasil.
O JOGO
O Atlético encontrou um paredão na defesa campineira, sem conseguir chutar de média distância ou entrar com perigo na grande área. Outra jogada característica, com as cobranças de lateral de Marcos Rocha, sempre lançadas na área, também não pôde ser usada devido à zaga do adversário, marcada pela estatura elevada dos jogadores ponte-pretanos.
A saída do Galo foi jogar de pé em pé, buscando uma brecha para chutar a gol, Estratégia essa também sem muita eficiência. Foi numa cobrança de falta de Cazares que o Atlético quase abriu o placar, aos 8 minutos, com Fred desviando a bola para gol, mas sem força.
Outra alternativa era o contra-ataque e foi assim que o Galo chegou ao gol, aos 35 minutos do primeiro tempo. Após escanteio da Ponte Preta, Cazares, na esquerda, fez um lançamento para Marcos Rocha, que cruzou para Robinho, dentro da área, arrematar de primeira para gol. Galo 1 a 0. 
Minutos antes, houve uma parada técnica e Roger Machado fez uso da prancheta para acertar o time, chamando a atenção principalmente de Cazares. Pelo visto, a conversa deu certo. Aos 38, Victor levou preocupação à comissão técnica e à torcida, após se chocar com Felipe Santana, sofrendo um corte no rosto.
Galo voltou do intervalo com o mesmo ritmo, com Cazares tentando surpreender Aranha com um chute de meia distância, colocado, mas o goleiro se esticou para jogar para fora. Mas a Ponte virou o jogo com Lucca, em dois contra-ataques seguidos, aos 2 e aos 4 minutos, numa bobeada do lado direito da defesa, com Marcos Rocha e Adilson.
Roger Machado imediatamente tirou Adilson, que estava sentindo a virilha, e apostou em Maicosuel, opção testada no treino de sábado. O Atlético sentiu o baque e continuou sofrendo com as infiltrações da Macaca. Afobado, perdeu o domínio do jogo, com dificuldade de construir as jogadas e muitos passes errados.
A Ponte reforçou a defesa, colocando mais um zagueiro, Rodrigo, que teve em 2015 e 2016, um embate de muitas discussões com Fred, quando ele estava no Vasco e o atacante ainda no Fluminense.
Com a entrada de Otero, o Atlético ganhou em movimentação e foi numa cobrança de escanteio que o Galo igualou, aos 34 minutos, com Rafael Moura cabeceando firme para gol. Com o empate, o time alvinegro cresceu novamente e passou a pressionar
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 2 x 2 PONTE PRETA
MOTIVO: 3ª Rodada do Campeonato Brasileiro
GOLS – Robinho, aos 35 minutos do primeiro tempo. Lucca, aos 2 e aos 4, e Rafael Moura, aos 34 do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS – Nino Paraíba, Kadu, Fábio Santos, Otero
ARBITRAGEM – Wagner do Nascimento Magalhães, auxilado por Rodrigo Henrique Correa e Thiago Henrique Correa Farinha, todos do Rio de Jneiro.
LOCAL – Independência
PÚBLICO – 19.533
RENDA – R$ 485.735,00
ATLÉTICO – Victor, Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel, Fábio Santos; Rafael Carioca, Adilson (Maicosuel), Elias, Cazares (Rafael Moura), Robinho (Otero) e Fred. Técnico: Roger Machado.
PONTE PRETA – Aranha, Nino Paraíba, Marllon, Kadu, João Lucas; Naldo, Elton, Ravanelli (Léo Artur, Wendel (Rodrigo); Lins (Claudinho) e Lucca.Técnico: Gilson Kleina.