O mineiro que ainda não converteu o sinal de TV analógico para o sistema digital ganhou mais um prazo. 

Hoje em Dia

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) adiou a data e remarcou a mudança para o dia 8 de novembro deste ano. Inicialmente, o desligamento do sinal analógico estava previsto para ocorrer no próximo dia 26.
A medida, publicada no Diário Oficial da União (DOU) na edição desta segunda-feira (29), irá afetar os moradores de Belo Horizonte e de outras 38 cidades mineiras. No decreto, o ministro Gilberto Kassab frisa que a readequação atendeu a um pedido do Grupo de Implantação do Processo de Distribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired), que regulamenta todo o processo de migração do sinal de TV no Brasil. 
Conforme a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o Gired argumentou que as emissoras de TV estão enfrentando problemas técnicos para a instalação de estações. Além de BH, o prazo para mudança do analógico para o digital também foi prorrogado em Fortaleza (CE), Juazeiro do Norte (PE), Sobral (CE), Salvador (BA), Campinas (SP), Franca (SP), Ribeirão Preto (SP), Santos (SP) e Vale do Paraíba (SP).
Cidades afetadas
Em Minas, a mudança vale para os municípios de Araçaí, Baldim, Belo Horizonte, Betim, Brumadinho, Cachoeira da Prata, Caeté, Capim Branco, Confins, Contagem, Esmeraldas, Florestal, Fortuna de Minas, Funilândia, Ibirité, Igarapé, Inhaúma, Itaúna, Jequitibá, Juatuba, Lagoa Santa, Mário Campos, Mateus Leme, Matozinhos, Nova Lima, Pedro Leopoldo, Prudente de Morais, Raposos, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Sabará, Santa Luzia, São Joaquim de Bicas, São José da Lapa, São José da Varginha, Sarzedo, Sete Lagoas, Taquaraçu de Minas e Vespasiano.
Em Governador Valadares, Juiz de Fora, Uberaba e Uberlândia o corte do sinal analógico ocorrerá em 5 de dezembro de 2018. De acordo com o MCTIC, nas demais cidades o sinal digital deve ser implantado até o prazo máximo de 31 de dezembro de 2023.

Kits gratuitos
As famílias inscritas em programas sociais do Governo Federal, como Bolsa Família, Minha Casa, Minha Vida e Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), têm direito a receber gratuitamente kits para conversão do sinal de TV analógica para digital. O material é formado por antena digital, conversor e controle remoto
Para receber o kit, é necessário que o beneficiário faça um agendamento no www.sejadigital.com.br ou pelo número telefônico 147. Ele deve informar o número de identificação social ou CPF para confirmar se tem direito ao material. Depois desta verificação, basta preencher um formulário com os dados de contato.
De acordo com a Seja Digital, assim que a data do desligamento for confirmada, os kits vão começar a ser distribuídos no Estado. A promessa do Governo de Minas é de que 422 mil famílias vão ser contempladas com os kits gratuitos. 
Como digitalizar?
Para sintonizar a TV digital em qualquer tipo de TV, é preciso instalar um conversor e uma antena externa. As TVs de tela fina, mais modernas, já têm um conversor integrado. Nelas, basta conectar a antena externa na TV e sintonizar os canais digitais com uma busca automática.  Mas nem toda TV de tela fina é digital. Algumas fabricadas antes de 2012 também vão precisar do conversor, que é conectado à TV para sintonizar os canais.
As TVs de tubo, mais antigas, também vão precisar de um conversor. Será preciso ligar a antena externa ao conversor, plugar o conversor na TV, fazer a busca e assistir à programação da TV digital com melhor imagem e melhor som.