AnuncioTop

Ultimas Notícias

recent

Protestos marcam 'Greve Geral' no Rio de Janeiro

28/04/2017

Manifestações bloquearam a Ponte Rio-Niterói, BR-101 e Linha Vermelha na manhã desta sexta-feira

O Dia

Motoristas não conseguiam passar na pista sentido Rio, na Ponte Rio-Niterói, por causa dos protestos Maria Inez Magalhães / Agência O Dia

Rio - A "Greve Geral" é marcada por atos e tumultos, desde a madrugada desta sexta-feira, em diversos pontos do Rio. Os manifestantes bloquearam vias movimentadas da cidade para protestar contra as reformas da Previdência e Trabalhista, que foi aprovada na Câmara dos Deputados na última quarta. Entre os locais que foram interditados estão Ponte Rio-Niterói, BR-101, Túnel Marcello Alencar, Radial Oeste e Linha Vermelha.

Por causa das manifestações, o Centro de Operações informou que o município entrou em Estágio de Atenção a partir das 6h50 desta sexta-feira. Além dos bloqueios, houve uma confusão, durante a madrugada, perto da estação Mato Alto, em Guaratiba, Zona Oeste do Rio, onde um grupo colocou barricadas na via. Houve também tumulto na Linha Vermelha, na altura do Fundão, e no saguão do Aeroporto Santos Dumont.
Manifestantes fizeram barricadas perto da estação Mato Alto, em Guaratiba WhatsApp O DIA (98762-8248)
Além disso, ônibus foram atacados. De acordo com informações do BRT, 11 coletivos articulados foram depredados e os serviços do corredor Transcarioca ficaram suspensos por volta das 2h30. Já por volta das 5h40, houve uma interrupção parcial do corredor Transoeste após manifestantes atearem fogo em pneus na pista, na altura da estação Embrapa, em Guaratiba. Os intervalos entre os ônibus no Transoeste continuavam irregulares às 7h50.
Manifestantes impediram que passageiros entrassem na estação Araribóia das barcas, em Niterói Reprodução Twitter
Com cartazes e faixas contra o governo de Michel Temer (PMDB), manifestantes e representantes de sindicatos fizeram ainda um bloqueio na estação das barcas, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Uma "barreira humana" foi montada para que os passageiros e funcionários não entrassem no local. Houve confusão e a polícia precisou ser acionada. Segundo a CCR Barcas, pelo menos 100 mil pessoas usam o transporte aquaviário por dia.
A primeira partida era prevista para 5h30 com destino à Praça XV, no Centro do Rio, mas os passageiros não conseguiram embarcar. A PM reforçou que policiais do 12º BPM (Niterói) acompanham o ato, que até agora é pacífico. Até às 7h30, os ônibus circulavam normalmente em Niterói e São Gonçalo.

Houve problemas também no Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT). Um grupo de black blocs montou barricadas na estação da Rua 7 de Setembro, no Centro, para impedir a passagem do veículo. Homens mascarados chegaram ao local com materiais como plástico e madeira e puseram fogo. O transporte não estava operando por volta das 7h45 desta sexta-feira, mesmo com a retirada do material feita pouco antes por garis.
Por volta das 11h, um grupo interditou a Avenida Rio de Janeiro, na altura do Cais do Porto e da descida do Viaduto do Gasômetro. Manifestantes também se reuniram na porta do Palácio Guanabara e motoristas enfrentam retenções na Rua Pinheiro Machado, em Laranjeiras.
Manifestantes na Avenida Rio de Janeiro Centro de Operações Rio
Greve de ônibus
A Rio Ônibus enfatizou que o serviço de ônibus estava normalizado na cidade. "Todas as empresas dos consórcios Internorte, Intersul, Santa Cruz, Transcarioca e BRT estão com as suas frotas habituais nas ruas".
Polícia Militar acompanha manifestação na estação das barcas em Niterói Reprodução Twitter
Em Volta Redonda, a circulação de ônibus ficou comprometida por causa dos protestos. Os motoristas enfrentaram trânsito lento nas vias do município. Em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, um grupo fez um ato e as lojas não abriram na Avenida Governador Amaral Peixoto.
Motoristas enfrentaram trânsito lento em Volta Redonda WhatsApp O DIA (98762-8248)
Metrô, trens e aeroportos
Para quem precisa sair de casa, as melhores opções são os trens e o metrô. Alguns passageiros reclamaram que não conseguiram comprar a passagem da volta nos trens. Segundo eles, os funcionários disseram que "não sabiam como ia ficar até o fim do dia". No entanto, a SuperVia ressaltou que esse problema não tem a ver com a "Greve Geral", mas, sim, com o sistema.
A concessionária explicou que as pessoas estão sendo orientadas para comprar o bilhete na estação onde vão embarcar na volta, mas que os técnicos já foram acionados para consertar o sistema. A Supervia garantiu que o serviço estará normalizado até o fim desta sexta. O MetrôRio também reforçou que as 41 estações estão abertas e que os intervalos entre os trens estão normalizados.
Os aeroportos continuam funcionando normalmente. De acordo com a Infraero, até as 10h50, de 47 voos programados no Santos Dumont para esta sexta-feira foram registrados 8 cancelamentos, 13 voos saíram com atrasos e outros seis estão atrasados ainda. O aeroporto opera por instrumentos em razão do mau tempo. No entanto, a empresa não confirmou se os atrasos foram causados devido ao problema com o tempo ou se alguma companhia foi afetada pela paralisação.
Lojas fecham e segurança é reforçada no Centro
Lojas do Centro decidiram não abrir na greve desta sexta. Todos os bancos da Avenida Rio Branco e das ruas transversais estão fechados e protegidos por tapumes. Apenas padarias da região resolveram funcionar nesta manhã.

 

Protestos marcam 'Greve Geral' no Rio de Janeiro Reviewed by DestakNews Brasil on 12:17 Rating: 5
Postar um comentário
DESNEWS

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.