No primeiro dia de saque das contas inativas do FGTS para os nascidos em março, abril e maio, as agências da Caixa Econômica Federal amanheceram lotadas. Também não é por menos. Nessa etapa, 840 mil mineiros terão direito ao recurso, em um montante de R$ 839 milhões.
São 179 agências abertas neste sábado e 21 salas de autoatendimento disponíveis para a retirada do dinheiro, que estaria disponível somente na próxima segunda-feira (10) mas que teve a antecipação para este sábado. Na capital, o plantão ocorre em 33 agências e sete salas de autoatendimento. Abertos desde às 9 horas, os bancos farão atendimento até às 15 horas.
Além disso, segundo a vice-presidente de Fundo de governo e loterias da Caixa em Minas, Deusdina dis Reis Pereira, entre segunda-feira e quarta-feira, as agências mineiras estarão abertas com duas horas de antecedência para atendimento exclusivo dos saques de contas inativas. Ou seja, a partir de 8 horas.  Aqueles que têm direito ao saque, podem realizá-lo também nas lotéricas.
Na maior agência de Belo Horizonte, que fica na rua Tupinambás, a fila começou bem cedo, por volta das 6 horas da manhã e chegou a virar o quarteirão. O belo-horizontino Leandro Francisco, de 30 anos, por exemplo, chegou às 6h30 no local. Desempregado há seis meses, ele agora faz curso técnico e pretende quitar algumas mensalidades para garantir o estudo dos próximos meses. “Eu moro sozinho e pago aluguel. Então esse dinheiro vai me ajudar a pagar meu curso”, comemora.
Também veio em boa hora o dinheiro para o expedidor, Govani de Souza Rosa, de 40 anos. Desempregado há dois anos, ele pretende usar o valor para quitar dívidas que se acumulam em plena crise. Ele não perdeu tempo e chegou na fila por volta das 7 horas da manhã. Com o filho de dois anos no colo, a dona de casa Lídia Ribeiro, de 33 anos, é outra que já tem planos para o dinheiro. “Vou montar um quatinho para meu filho”, conta.
CEF
Fila na agência da Tupinambás chega a virar a esquina

Primeira etapa
Além dos nascidos entre março e maio, ainda têm mineiros de janeiro e fevereiro, que poderiam ter recebido na primeira etapa do programa, sem buscar o dinheiro. Os “atrasados” somam 120 mil pessoas no Estado, com um montante de R$ 50 milhões, segundo Deusdina. Mas ainda há tempo para buscar o valor, uma vez que os saques ocorrerão até o dia 31 de julho.
Ao todo, teriam direito ao saque 526 mil trabalhadores nascidos no primeiro bimestre do ano. Desse total, 405 mil já estão com o recurso no bolso. Em média, cada trabalhador tem direito a R$ 1 mil. Mas, claro, como é apenas uma média, cada caso tem que ser analisado separadamente. Em todo Brasil, apenas 8% dos trabalhadores que podem sacar o recurso deverão receber entre R$ 3 mil e R$ 10 mil. E só 2%, de R$ 10 mil a R$ 15 mil, o que mostra que a maior parte vai receber quantias mais baixas.
caixa economica
Estado tem 21 salas de autoatendimento disponíveis neste sábado