AnuncioTop

Ultimas Notícias

recent

Categorias paralisam atividades contra reformas trabalhistas e da Previdência no Centro-Oeste de Minas

28/04/2017

Serviços foram afetados nesta sexta-feira (28) em Divinópolis e Nova Serrana. Divinopolitanos foram às ruas à tarde; ato terminou no início da noite.

 (Fotos Divulgação/WhatsApp)

Trabalhadores de diversos setores paralisaram as atividades em Divinópolis e Nova Serrana nesta sexta-feira (28). Os manifestantes são contrários às reformas trabalhistas e da Previdência do governo federal.

Para os organizadores, 5 mil pessoas participaram do ato. Já a Polícia Militar não fez estimativa e informou que nenhuma ocorrência foi registrada durante o protesto.
Divinópolis
Na cidade, os serviços da Prefeitura e da Câmara Municipal funcionaram normalmente. Já o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) permaneceu fechado durante todo o dia. No local, foi colocada uma placa na porta informando sobre a paralisação.
Com relação às escolas, a maioria das municipais e estudais parou. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Educação Municipal, são 19 Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis) em Divinópolis e 15 deles fecharam. Das 32 escolas municipais e dois centros municipais, 30 pararam e uma funcionou parcialmente.
Já com relação às escolas estaduais, 30 das 34 que existem na cidade também pararam. Aproximadamente 24 mil alunos não tiveram aula, segundo o Sind-UTE.
O Sindindicato Trabalahadores Municipais Divinopolis e Região Centro Oeste de Minas Gerais (Sintran) informou que a convocação para a greve foi feita, mas eles não sabem dizer se os profissioanis aderiram.
Já a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) orientou às lojas que funcionassem em horário normal nesta sexta e o Sindicato dos Bancários disse que as agências foram abertas normalmente, mas o atendimento ao público foi parcial, por causa da adesão de funcionários ao movimento.
Divinopolitanos foram às ruas

 
Durante a tarde, manifestantes percorreram várias ruas e avenidas na região central da cidade. Por volta das 15h, os representantes dos sindicatos que convocaram o ato se revezaram em um caminhão de som e transmitiam palavras de ordem ao grupo, que se deslocou da Praça da catedra pela Avenida 1º de Junho, Rua Goiás, Avenida 7 de Setembro, Rua Pernambuco e Avenida Getúlio Vargas onde terminaram o ato, no cruzamento com a Rua Rio de Janeiro, às 18h.
As principais reinvindicações foram a queda da PEC-287, que prevê mudanças na Previdência Social, mas também foram registrados cartazes e faixas de manifestantes contrários aos deputados Domingos Sávio (PSDB) e Jaime Martins (PSD), que são da região e votaram a favor da reforma trabalhista.
De acordo com os organizadores, 5 mil pessoas participaram do ato. A PM não fez estimativa e informou que nenhuma ocorrência foi registrada durante o protesto.

Nova Serrana

A Secretaria de Educação de Nova Serrana, em negociação com o sindicado da categoria, decidiu suspender as aulas nesta sexta-feira nas escolas e nos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei).
O motivo é que cerca de 70% dos servidores da secretaria residem em outras cidades e professores aderiram à paralisação. O serviço de transporte escolar também não foi disponibilizado.

Fonte: G1

Categorias paralisam atividades contra reformas trabalhistas e da Previdência no Centro-Oeste de Minas Reviewed by DestakNews Brasil on 20:01 Rating: 5
Postar um comentário
DESNEWS

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.