AnuncioTop

Ultimas Notícias

recent

Comitiva do Governo Federal está reunida no Palácio para discutir segurança capixaba

11/02/2017

O secretario André Garcia e o governador em exercício, César Colnago, chegam ao Palácio para a reunião

Folha de Vitória

Além deles, também participam do encontro o secretário estadual de Segurança Pública, André Garcia; o comandante geral do GSI, general Etchegoyen; o ministro do Governo, Antônio 

Uma comitiva do Governo Federal está reunida no Palácio Anchieta, em Vitória, para discutir a segurança no Espírito Santo. Os governadores licenciado, Paulo Hartung, e em exercício, César Colnago, recebem o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e o ministro da Defesa, Raul Jungmann,
Além deles, também participam do encontro o secretário estadual de Segurança Pública, André Garcia; o comandante geral do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Etchegoyen; o ministro do Governo, Antônio Imbassahy; e o titular do Ministério da Justiça.
Há uma semana, familiares e amigos da Polícia Militar impedem a saída dos policiais dos batalhões capixabas, o que resultou na paralisação da categoria.
O clima de insegurança instalou-se no estado e, até o momento, já foram registrados 137 homicídios. Apenas neste sábado, já foram registradas 9 mortes.

Comércio volta a funcionar e capixabas vão às compras na Grande Vitória

O comércio capixaba enfrenta um prejuízo de R$ 225 milhões. A estimativa divulgada pela Fecomércio-ES, aponta um perda de R$ 45 milhões por dia.

O movimento está aumentando na Grande Vitória e, aos poucos, os capixabas voltam a trabalhar, encaram às ruas e saem às compras. Na manhã deste sábado (11), na Expedito Garcia, em Cariacica, o número de pessoas na região aumentou e boa parte do comércio já estava aberto. Com uma semana de manifestação de amigos e familiares da Polícia Militar, que resultou na paralisação da classe, o comércio capixaba enfrenta um prejuízo de R$ 225 milhões. A estimativa divulgada pela Fecomércio-ES aponta um perda de R$ 45 milhões por dia.

Durante o programa especial sobre a crise na segurança pública do Estado, transmitido pela Rede Vitória, a repórter Francine Leite conversou com uma moradora em Cariacica, diretamente da Expedido Garcia, sobre o retorno do comércio na região. "Está ótimo, mas ainda preferia os policiais aqui na rua. Sou a favor deles, apesar de não ter marido, filho, nenhum parente PM. Prefiro que a gente tenha um policial satisfeito na rua”, disse.


A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Espírito Santo diz acreditar ainda que o prejuízo pode ser maior e estima-se que o faturamento no mês de fevereiro caia em torno de 30%. Além disso, mais de 300 lojas foram saqueadas ou depredadas — totalizando um prejuízo de R$ 25 milhões para os comerciantes capixabas. As lojas mais visadas são as que comercializam eletrodomésticos, joalherias, e roupas no estilo surfwear.
No entanto, apesar dos números ruins, o presidente da federação, José Lino Sepulcri, afirma que "a ordem está sendo retomada" e diz acreditar que a situação pode começar a melhorar já no início da semana que vem. "Os dados do comercio são horríveis. Não houve um dia normal no comércio e a situação está dificílima. Mas me parece que está caminhando para o fim. Tivemos uma reunião com o alto comando do exército para que possamos fazer uma avaliação e se necessário um projeto de ação".
Sepulcri conta que, além da Fecomércio e do alto comando do exército, participaram da reunião representantes do SESC, Senac, Associação Comercial do Espírito Santo e empresário do setor de supermercados. Para o presidente do Fecomercio-ES, o setor participou do encontro porque está preocupado com a falta de suprimentos devido à falta de segurança dos transportadores."A partir de amanhã, as tropas já estarão patrulhando os bairros e também dando condições de segurança para que os caminhões que estão em regiões periféricas cheguem aos seus destinos livres de assaltos e depredações".
De acordo com Sepulcri, a federação está distribuindo uma nota solicitando que os empresários abram seus estabelecimentos. "Isso também depende muito da volta da circulação dos coletivos, mas a expectativa é que na segunda a gente já tenha vida nova".
A Fecomércio-ES informou que vai disponibilizar um fundo de R$ 1 milhão aos lojistas que necessitarem fazer reparos emergenciais nos estabelecimentos que sofreram depredação. Os empresários terão até 90 dias para quitar o empréstimo. A Federação também irá negociar, junto ao governo, empréstimo com juros subsidiados para atender aos lojistas para reposição de seus estoques.

 

Publicidade:
 

 

Comitiva do Governo Federal está reunida no Palácio para discutir segurança capixaba Reviewed by DestakNews Brasil on 14:32 Rating: 5
Postar um comentário
DESNEWS

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.