O prefeito eleito de Betim, na Grande BH, Vittorio Medioli assinou, nesta segunda-feira (2), um decreto de emergência administrativa-financeira. 

Hoje em Dia
 
Entre as medidas previstas no documento, está a renúncia do salário de R$ 21 mil de prefeito. 
Entre as cidades com mais de 200 mil habitantes, Medioli é considerado o prefeito mais rico do país, com patrimônio declarado de R$ 352.572.936,23 ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, no decreto, uma série de ações foram estabelecidas com o intuito de não gerar novos gastos, como a proibição de contratação. O decreto ficará em vigor por 180 dias a partir da publicação, que deverá ocorrer  nesta terça-feira (3).
Em março de 2016, a Prefeitura de Betim, ainda sob o comando de Carlaile Pedrosa, também declarou estado de calamidade pública. Atualmente, a dívida pública da prefeitura é de mais de R$ 900 milhões.