AnuncioTop

Ultimas Notícias

recent

Ex-Secretária de saúde de Itapecerica, explica que volume de remédios vencidos está dentro do aceitável, saiba mais

07/01/2017


Nesta sexta-feira (6), foi exibida nos telejornais regionais, uma reportagem, onde a atual secretária de saúde de Itapecerica aponta que, a administração do ex- prefeito Antonio Dianese, deixou centenas de medicamentos vencidos.

Do DestakNews


Foto: Prefeitura/Divulgação
 
O volume de remédios vencidos está dentro do aceitável conforme é estabelecido pelo SUS, ao contrário do que foi deixado na administração 2009/2012. E que na época, a Secretária de saúde era a mesma da atual administração, que deixou centenas de caixas de medicamentos vencidos e que foram incinerados na gestão do ex-prefeito Antônio Dianese.


De acordo com a ex-secretária de saúde do município, Sarah Rocha, o SUS estabelece que uma boa gestão de medicamentos tenha entre 2 a 5% de perdas, o que também significa que houve mais de 90% de eficiência, em relação ao valor gasto em medicamentos. O município de Itapecerica no último ano investiu quase 1 milhão de reais em medicamentos. A perda de medicamentos esta ligada com algumas variáveis externas, como por exemplo, ter medicamentos básicos necessários a disposição, que funciona por meio de estimativas, que podem ou não corresponder ao real consumo da população.

Caso não tenha uma demanda significativa na procura por determinados medicamentos, estes permanecem estocados, chegando a ter o seu prazo de validade vencido.

Descaso é o que ocorreu há quatro anos, quando a mesma secretária de saúde da atual gestão, deixou em estado de calamidade a farmácia da prefeitura. Conforme matéria publicada pelo DestakNews em 08/03/2013, com os dados apresentados pela secretária de saúde na época, Glaucia Sbampato Pereira.


Confira abaixo a reportagem na integra e relembre o caso.

Vários medicamentos com prazos de validade vencidos serão incinerados pela Prefeitura de Itapecerica-MG

DIVERSOS MEDICAMENTOS DEIXADOS PELA GESTÃO ANTERIOR IRÃO PARA O LIXO.

08/03/2013

 (Foto Idalmo Santos)

A prefeitura de Itapecerica – MG irá incinerar uma grande quantidade de medicamentos com prazos de validade vencidos devido a não distribuição dos mesmos à população em tempo hábil pela gestão anterior. Segundo a Secretaria de Saúde do Município, os remédios teriam perdido o prazo de validade há algum tempo e estavam nas prateleiras da Farmácia Municipal , correndo o risco de em um momento de distração, serem dispensados aos pacientes, causando grandes males .


A Secretária de Saúde do Município de Itapecerica, Glaucia Sbampato Pereira, comunicou que centenas de caixas de medicamentos com prazos de validade vencidos foram encontrados e recolhidos  ao depósito da vigilância sanitária. A Secretária detalhou ainda a quantidade e quais os remédios que estão fora do prazo de validade, entre eles:  Ácido Fólico 15mg, 441 comprimidos; Água Destilada 10mg, 92 unidades; Alendronaro de Sódio 10mg, 17.880 comprimidos; Apresolina 50mg 11.480 comprimidos; Azitromicina 600mg, 250 frascos; Bactrim 220 comprimidos; Cefalexina 500mg, 24 comprimidos; Clenil 250mcg spray, 90 unidades; Clomipramina 25mg, 660 comprimidos; Dexametasona Pomada, 282 unidades; Eritromicina 500mg, 312 comprimidos; Glicose 50%  20 ml, 300 unidades; Hadol Injetável, 75 ampolas; Puran T4 100mg, 3.976 comprimidos; Rovamicina 1,5mg, 128 comprimidos e Sulfato de Gentamicina (colírio), entre outros.


São frascos, cápsulas e drágeas de importantes remédios de uso imediato, controlado e outros específicos, todos bastante procurados e que não foram entregues à população. Os medicamentos de uso imediato e específicos poderiam ter beneficiado uma boa parcela da população, como as gestantes, os hipertensos e diabéticos, mas não foram distribuídos a tempo, penalizando quem precisava.



Os remédios que foram encontrados na Farmácia  Municipal  estavam armazenados em grandes caixas e ainda dentro das embalagens originais. Em algumas delas era possível ver impresso o prazo de validade que estava vencido. Tais remédios foram deixados pela equipe do ex-prefeito, Sr. Lindolfo Pena Pereira.


A Secretaria Jurídica está apurando o caso para saber o porquê dos medicamentos terem perdido a validade e fará uma denúncia ao Ministério Público, uma vez que a população inconformada sempre procurava pelos remédios e não os encontravam, chegando até mesmo a requerê-los judicialmente. Tão logo o prefeito eleito tomou posse e se deparou com essa situação, tomou as devidas providências, seguindo a Lei 17.211 /12, que trata do descarte de medicamentos e produtos que passaram do prazo de validade. A Secretaria de Saúde está aguardando a empresa que realiza a coleta de resíduos hospitalares e/ou contaminados (Pro Ambiental) para recolher todo o estoque dos remédios vencidos.

Matéria publicada pelo DestakNews, em: 08/03/2013
 
Leia aqui também:Vários medicamentos com prazos de validade vencidos serão incinerados pela Prefeitura de Itapecerica-MG
Ex-Secretária de saúde de Itapecerica, explica que volume de remédios vencidos está dentro do aceitável, saiba mais Reviewed by DestakNews Brasil on 18:47 Rating: 5
Postar um comentário
DESNEWS

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.