AnuncioTop

Ultimas Notícias

recent

Família faz campanha para traslado de estudante mineira morta na Argentina

07/12/2016
Hoje em Dia

Laís Moreira Martins, de 25 anos, cursava medicina em Buenos Aires

Parentes e amigos da universitária Laís Moreira Martins estão mobilizados para conseguir trazer de volta a Belo Horizonte o corpo da mineira de 25 anos, que morreu neste fim de semana em Buenos Aires, na Argentina. Além de recursos para viabilizar o traslado, os familiares tentam agilizar a perícia e os trâmites legais, que podem demorar até 60 dias. 
"Passadas quase 72 horas, ainda não consegui sequer ver a minha filha", lamentou a mãe da estudante, Andreia Campanha Moreira. Ela publicou nas redes sociais um apelo para conseguir enterrar o corpo da filha na capital mineira o quanto antes.
"Com o coração cheio do dor, e pensando também em todos os familiares e amigos que estão no Brasil aguardando ansiosamente a chegada da Lais, peço que intercedam para que tenhamos o máximo de suporte e urgência nos trâmites legais necessários para liberação do corpo. Além disso, precisamos de toda a ajuda necessária para amenizar a relação internacional entre Argentina e Brasil, além da célere comunicação interna entre os órgãos argentinos", divulgou.

Pessoas próximas a Martins relataram que a jovem estava na Argentina desde agosto de 2014 para cursar medicina. Lá, ela dividia o apartamento com outras estudantes, que foram as responsáveis por fazerem os primeiros socorros na mineira.
Segundo a família, a universitária começou a passar mal no sábado (3), sendo que na manhã do dia seguinte foi encaminhada ao Hospital Fernadez, onde deu entrada com dores no corpo, febre e manchas na pele. Na unidade de saúde, a mineira sofreu duas paradas cardíacas, não resistiu e morreu.
Como a causa da morte não foi esclarecida, o corpo da jovem está no Morgue judicial, em uma espécie de Instituto Médico Legal (IML) sendo periciado. Antes deste procedimento, a liberação não é autorizada. 
Os amigos também tentam arrecadar uma quantia de aproximadamente US$ 4.600 para trazer o corpo da jovem para a capital mineira. O valor refere-se a despesa básica para o traslado, que por enquanto não tem previsão data para acontecer.
Procurado pela reportagem do Hoje em Dia, o Itamaraty e o consulado ainda não se posicionaram.

Laís Moreira Martins
Leia abaixo o relato da mãe:
“Prezados, bom dia. 
Meu nome é Andreia Campanha Moreira, sou mãe da Lais Moreira Martins e venho perante vocês contar uma história e, ao final, fazer um grande pedido.
Em agosto de 2014, Lais saiu do nosso lar para ir atrás do sonho de estudar Medicina em Buenos Aires, Argentina. Mesmo com o coração de mãe apertado por vê-la saindo de nosso país, não medi esforços para que a mesma realizasse seu grande sonho. 
Lais era uma menina alegre, com risada única,  vivia a vida de uma forma intensa e maravilhosa. Adorava sair com os amigos, curtir o priminho Gustavo e era apaixonada pelos animais.
E essa era a nossa realidade, até o último domingo.

Na manhã de domingo, 04/12/2016, a Lais começou a passar muito mal, com febre muito alta, com sudorese, cianótica. Foi encontrada pela amiga que com ela reside, que a levou para o Hospital Fernadez em Buenos Aires- Argentina, por volta das 13h. 
Laís já chegou ao hospital em choque séptico, sem pulso, com petéquias e cianose.
Rapidamente seu quadro agravou, sendo que em pouco tempo veio a sofrer duas paradas cardíacas, não havendo outra medida cabível senão a entubação.
Não obstante todos os esforços médicos, veio a falecer no fim da tarde do mesmo dia.
Assim que a nossa Lais deu entrada no hospital,  fui devidamente notificada, em Belo Horizonte, sendo que prontamente me encaminhei para Argentina, sozinha, chegando lá ainda na noite de domingo.
Ontem, após o falecimento, pela manhã, entrei em contato com o Consulado Brasileiro na Argentina, e fui prontamente atendida.
Após, fui para a delegacia local, denominada "Comissária 53" para prestar depoimento sobre Lais. Concluído o processo na Comissaria o mesmo será encaminhado para "Fiscalia 48", uma espécie de promotoria, órgão que seria responsável pela liberação do corpo para retorno ao Brasil.
Enquanto isso, Lais está no Morgue judicial, já foi realizada autópsia,  por ser Lais estrangeira, bem como por ter falecido tão repentinamente e por razões  não esclarecidas. 
Mais do que isso, estou enfrentando também dificuldade para liberação do corpo após a produção dos laudos finais, sendo que fui informada que tais tramites podem levar até 60 dias para serem concluídos. E, passadas quase 72 horas, ainda não consegui sequer ver a minha filha...
Assim, com o coração cheio do dor, e pensando também em todos os familiares e amigos que estão no Brasil aguardando ansiosamente a chegada da Lais, peço que intercedam para que tenhamos o máximo de suporte e urgência nos trâmites legais necessários para liberação do corpo. Além disso, precisamos de toda a ajuda necessária para amenizar a relação internacional entre Argentina e Brasil, além da célere comunicação interna entre os órgãos argentinos.
Tudo que queremos é ter a Lais de volta ao seu lar. 
Desde já agradeço.”
Andreia Campanha Moreira

#AjudemATrazerALah
#LaísMoreira
Família faz campanha para traslado de estudante mineira morta na Argentina Reviewed by DestakNews Brasil on 11:34 Rating: 5
Postar um comentário
DESNEWS

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.