AnuncioTop

Ultimas Notícias

recent

Atleta é preso com uma submetralhadora em operação na Baixada Santista

Ao todo, 71 pessoas foram presas durante operação realizada pela Polícia Civil

A Tribuna

Das pistas de atletismo, onde sempre apresentou boa performance, para a cadeia. Caio Felipe de Moraes Lucas, de 28 anos, guardava em casa uma submetralhadora e foi um dos 71 adultos presos durante operação que a Polícia Civil deflagrou na Baixada Santista entre as 13 horas de quarta-feira e o início da tarde desta quinta-feira (23).
Sem antecedentes criminais e atleta juvenil sempre entre os 20 melhores do País, em modalidades como revezamento 4x100 metros, 110 metros com barreiras e decatlo, conforme ranking da Confederação Brasileira de Atletismo, Caio Felipe disse que recebia R$ 50,00 cada vez que guardava a submetralhadora em sua moradia.
O rapaz reside com a companheira na Vila dos Pescadores, em Cubatão, que ficou surpresa com a localização do armamento sob a cama do filho de 3 anos dela, que é enteado de Caio. “Ele não precisava disso, mas se prejudicou por causa de R$ 50,00”, lamentou a jovem.
Sem identificar o dono da submetralhadora, o rapaz alegou à equipe do delegado Antônio Sérgio Messias e do investigador Norberto da Silva Pereira, da Delegacia de Cubatão, que aceitou guardá-la em troca de dinheiro, devido a “dificuldades financeiras”.
“Sabemos da existência de armamentos de grosso calibre na Vila dos Pescadores e fizemos um trabalho de inteligência para identificar os seus esconderijos. A arma apreendida na moradia de Caio tem alto poder letal e estava com dois carregadores”, disse Messias.
Segundo o investigador Norberto Pereira, a submetralhadora não tem marca aparente e é de calibre 9 milímetros. Um dos carregadores estava vazio e o outro continha duas munições. Autuado por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, o ex-atleta está sujeito a pena de três a seis anos de reclusão.
Mais apreensões
Mais seis armas de fogo foram apreendidas. Os policiais também retiraram de circulação 27 quilos de maconha, cocaína e crack. Uma das principais apreensões de droga ocorreu em um barraco no Quietude, em Praia Grande, onde policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) acharam quatro quilos de cocaína. Ninguém foi preso neste local.
O delegado seccional de Santos, Manoel Gatto Neto, divulgou o balanço da operação, que mobilizou 160 policiais e 70 viaturas. Além de Santos, Cubatão e Praia Grande, a ação de repressão a crimes em geral, em especial tráfico de drogas e roubo, se estendeu aos municípios de São Vicente, Guarujá e Bertioga.
Outras capturas
Entre as 71 pessoas capturadas e recolhidas à cadeia, 17 foram autuadas em flagrante, como é o caso de Caio, e 54 já possuíam contra si mandado de prisão, ostentando a condição de procuradas da Justiça. Doze adolescentes infratores foram apreendidos e colocados à disposição do Juízo da Infância e da Juventude.
Houve ainda 154 detenções pela prática de infrações penais de menor potencial ofensivo, cujos autores foram liberados após a elaboração de termos circunstanciados (TCs). Caberá ao Juizado Especial Criminal (Jecrim) apreciar posteriormente os TCs.

 

Atleta é preso com uma submetralhadora em operação na Baixada Santista Reviewed by DestakNews Brasil on 23:51 Rating: 5
Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.