Seções eleitorais na Califórnia são fechadas após tiroteio

Um centro de votação na Califórnia foi fechado nesta terça-feira (8), depois de um tiroteio nos arredores, que deixou um morto e três feridos - informaram autoridades e a imprensa local.

AFP

AFP / Bill Wechter
 
Os disparos foram registrados no início da tarde na cidade de Azusa, ao leste de Los Angeles, afirmou a porta-voz dos Bombeiros, Vanessa Lozano, à AFP.
Segundo ela, os quatro feridos foram levados para um hospital próximo, mas um deles não resistiu aos ferimentos e chegou sem vida.
Quando chegaram ao local, os policiais encontraram "várias vítimas de tiroteio", confirmou a polícia de Azusa no Twitter.
Ainda não há detalhes do incidente, registrado em um bairro residencial.
Além das suas seções eleitorais, também foram fechadas escolas dos arredores. A polícia local recomendou que moradores se mantenham afastados da área, enquanto um perímetro de segurança estava sendo formado no bairro para deter um suspeito que acreditam estar fortemente armado.
"Eleitores precisam evitar a área. Se for necessário, podem votar em seções alternativas", pediram as autoridades locais no Twitter.
Uma mulher que se encontrava dentro de um dos centros eleitorais afetados disse à emissora CNN que ouvido disparos. "No início, pensei que era uma obra, mas pessoas chegaram correndo, gritando que viram um homem usando colete à prova de bolas e camisa branca", afirmou.
"Por enquanto, pediram apenas para permanecer no centro de votação. Estão tentando fazer com que fiquemos calmos", completou.