'Saio de cabeça erguida e com o coração apertado', afirma Felipe Massa

Estadão Conteúdo


DESPEDIDA - Em sua última corrida pela Fórmula 1, Felipe Massa se emocionou após ser ovacionado pela torcida
 
Não foi a despedida que Felipe Massa esperava fazer no GP do Brasil. O piloto brasileiro cometeu um erro na encharcada pista do Autódromo de Interlagos, neste domingo (13), em São Paulo, e acabou abreviando a sua última corrida como piloto de Fórmula 1 no País. Ele abandonou na 48.ª das 71 voltas previstas da prova.
Massa, contudo, não se abalou com o fim precoce do seu GP final em Interlagos. Após deixar o carro, parou na beira da pista para agradecer à torcida. Levantou uma bandeira do Brasil e não escondeu as lágrimas. Foi apenas o começo da emoção, que tomou conta assim que adentrou o pit lane.

Caminhando devagar, foi recepcionado com aplausos por mecânicos de diversas equipes nos boxes. Contou também com o carinho da esposa, Raffaela, do filho e dos pais à sua espera na entrada do pit lane. Ao chegar ao espaço reservado à Williams, passou por um "corredor" formado pelos integrantes da equipe entre abraços, apertos de mão, beijos e aplausos.

"Saio de cabeça erguida, saio com o coração apertado, sem dúvida", declarou diante dos primeiros jornalistas. "É uma emoção difícil de explicar. Hoje (domingo), independente do resultado, vai ser um dia inesquecível na minha vida".

Sem conseguir completar a prova, Massa pediu desculpas à torcida, mesmo ciente de que não teria condições de brilhar em Interlagos, em razão do fraco rendimento da Williams neste fim de semana. "Peço desculpas à torcida pelo resultado, não era o que eu gostaria. Mas só tenho a agradecer por todo o carinho, por toda a emoção que senti, pelo lado humano da torcida. Vocês nunca vão sair de dentro do meu coração", disse, dirigindo-se ao público.

"É um momento final de uma carreira da qual sou muito orgulhoso, por tudo que passei, vivi, por tudo o que consegui. Acho que a última corrida no Brasil pela Fórmula 1 é algo especial. Mas espero estar correndo em outra categoria no Brasil", declarou o piloto, que já venceu no Brasil em 2006 e 2008, quando foi vice-campeão mundial.