Polícia Militar de Carmo do Cajuru/MG, prende homem por tráfico de drogas, resistência, desobediência e direção perigosa



Durante rádio patrulhamento pela rua José Demétrio Coelho, bairro São Luís, em Carmo do Cajuru, militares depararam com um veículo VW/gol, de cor bege, placa: JTL-2942, Carmo do Cajuru-MG.


 (Foto Polícia Militar/Divulgação)

Foi dada ordem de parada ao veículo através de sinais luminosos, sirene e giro flex da viatura policial. Porém, o referido veículo empreendeu alta velocidade evadindo sentido a cidade de Divinópolis. Foi realizado acompanhamento visual, e insistentemente reforçada a ordem de parada através de sinais luminosos, sirene e giro flex, sendo continuamente desrespeitada pelo condutor do veículo VW/Gol que trafegava na contramão de direção e dirigia ameaçando outros veículos e pedestres. Foi realizado contato via rádio com a viatura 15006, para que fosse dado apoio a viatura 15633. Já no município de Divinópolis, mais precisamente no bairro Ferrador, próximo ao motel "Prime", os militares visualizaram o condutor arremessar alguns objetos pela janela do veículo e que logo em seguida o veículo parou, o condutor saiu do automóvel e tentou evadir sentido ao matagal do bairro, sendo este contido pelo soldado.
O condutor caiu ao solo e atentou contra a integridade física do soldado com chutes e pontapés, sendo utilizada técnicas de defesa pessoal e técnicas de imobilização para conter o autor. O condutor foi identificado sendo Flávio Rabelo Arcanjo, de alcunha "Bigode", indivíduo que possui várias denúncias anônimas de tráfico de drogas através de telefone institucional. Foi realizado busca no interior do veículo e encontradas 03 (três) buchas de substância análoga a cocaína. A aproximadamente 15 metros do veículo, onde os militares avistaram o condutor arremessar objetos, foram encontradas ainda 07 (sete) buchas de substância análoga a cocaína, que tinham a mesma cor das embalagens encontradas no interior do veículo. Diante dos fatos, foi dado voz de prisão em desfavor de Flavio Rabelo Arcanjo, pelo crime de tráfico de drogas e direção perigosa. Foi acionado o guincho de plantão para providenciar a remoção do veículo ao pátio, foram lavradas 06 (seis) aits, materialidade ilícita e denúncias, com fulcro nos artigos 301 e 302 do código de processo penal, em continuidade a ocorrência, os policiais deslocaram até a casa do autor, situada no, bairro Adelino Mano, onde fizeram contato com j., namorada de Flavio Rabelo Arcanjo, que reside juntamente com o autor em mesmo domicilio. Foi explicado para a senhora j. os fatos ilícitos cometidos por Flavio, e de imediato j. Autorizou a entrada dos militares para buscas no interior da residência. Durante as buscas no interior do imóvel, foi localizado pelo soldado na estante da sala 03 (três) buchas de substância análoga a maconha e R$ 100,00 (cem reais) em espécie no interior de um aparelho de som na cozinha do imóvel, durante as buscas a namorada de Flavio, relatou aos militares que é amasiada há aproximadamente três meses com o autor, e que é costumeiro o autor sair repentinamente sem dizer onde vai. Segundo j., Flavio fica nervoso e apreensivo quando questionado por ela sobre os motivos das saídas repentinas da residência e os locais frequentados pelo autor. Ao término das buscas no interior da residência, foi verificado pelo PM que na via pública, em frente à residência do autor, um indivíduo tentava abrir o cofre da viatura 15633, local este, onde encontrava-se preso Flávio Rabelo Arcanjo.
De imediato o PM ordenou que o indivíduo colocasse as mãos na cabeça e se posicionasse em posição de busca pessoal, o que não foi acatado pelo mesmo.
Ainda proferiu os seguintes dizeres ao soldado "porcos de farda, o que estão fazendo na casa do bigode" e caminhou em direção ao soldado com os punhos em guarda alta e atentou contra a integridade física do militar com socos e empurrões. De imediato o soldado usou técnicas de defesa pessoal e contato, imobilizando tal indivíduo, e dando voz de prisão em desfavor deste pelo crime de desobediência, desacato e resistência. Foi constatado que o autor apresentava sinais de embriaguez e hálito etílico. O referido indivíduo foi identificado sendo Edson Ferreira Dutra. Ambos autores passaram por atendimento médico na clínica municipal de Carmo do Cajuru, sendo atendidos.
Os autores foram informados de seus direitos constitucionais, sendo preservada sua integridade física e psicológica após cessadas as injustas agressões desferidas aos militares e encaminhados até a autoridade de polícia judiciária, delegacia de plantão de Divinópolis para que fossem aplicadas as medidas cabíveis.

Fonte: Acessória de Comunicação Organizacional do 23º BPM