PCMG prende suspeito de aplicar golpe do bilhete premiado em Belo Horizonte

  Divulgação PCMG


 Coletiva de imprensa


Com um bilhete de loteria em mãos e argumentos convincentes de que precisava de auxílio para receber o prêmio, Márcio Carlos dos Santos, de 48 anos, por pouco obteve êxito em aplicar um golpe contra uma senhora de 68 anos. O suspeito de estelionato foi abordado pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), próximo à Praça da Liberdade, região Centro-Sul da capital, enquanto se deslocava com a vítima em um veículo Hunday/HB20. A mulher já havia realizado quatro saques em agências bancárias, totalizando R$ 20 mil. A prisão em flagrante do acusado foi efetuada na tarde da terça-feira (22).
A intervenção dos policiais civis aconteceu imediatamente após o recebimento de uma denúncia sobre a atitude suspeita, uma vez que a senhora, acompanhada de dois indivíduos, teria sido vista em uma agência bancária no bairro Anchieta, com a intenção de sacar R$ 5 mil, já tendo efetuado outros dois saques no mesmo valor. “Os fatos foram passados à equipe da área, que pararam o veículo e constataram que a vítima estava sendo induzida em erro”, conta a delegada de polícia Cláudia Marra.

                                                                                                                                                                                              Divulgação PCMG

Material apreendido e preso

No momento da abordagem policial, apenas Márcio estava no veículo. “Ele confessou que estaria aplicando o golpe do bilhete e ofereceu, bem como prometeu aos policiais civis, vantagem indevida (dinheiro) para não ser preso”, diz Cláudia Marra ao informar que, além de estelionato, o suspeito foi autuado pelo crime de corrupção ativa prevista no artigo 333 do Código Penal. O segundo investigado, Renato Henrique de Souza, que deixou uma carteira de identidade no veículo, está sendo procurado pela PCMG.  

O delegado de polícia Arlen Bahia, que acompanhou o procedimento, informa que todo o dinheiro da vítima foi recuperado e foram apreendidos aparelhos celulares que estavam com o suspeito, além de uma quantia em dinheiro de moeda nacional e estrangeira. Já o veículo utilizado, foi removido para um pátio credenciado da Polícia Civil.  O acusado Márcio Carlos dos Santos foi encaminhado ao sistema prisional e permanece à disposição da Justiça.