PCMG prende homem suspeito de atirar contra policiais militares em BH

Foi preso pela Polícia Civil, na manhã dessa terça-feira (29), Douglas de Freitas Borges, de 18 anos, conhecido como “Douguinha”. Ele vinha sendo investigado por tentativa de homicídio com utilização de arma de fogo contra policiais militares da Rotam, no bairro Alto Vera Cruz, região Leste de Belo Horizonte.


Divulgação PCMG



Coletiva de imprensa
 
O crime ocorreu em 25 de agosto deste ano, quando policiais militares realizavam diligência na casa do suspeito após informações de que homens armados estariam agindo no local. Ao tentar checar a informação, os militares não teriam, em um primeiro momento, conseguido realizar a abordagem devido ao difícil acesso e pela presença de “olheiros” envolvidos com o tráfico de drogas na região.


No mesmo dia, ainda buscando a localização dos suspeitos, os policiais foram até a residência de Douglas. Outro morador deu entrada aos policiais, enquanto que Douglas, notando a presença policial, teria pegado duas armas escondidas no telhado da residência e disparado várias vezes contra os militares.
 

                                                                                  Divulgação PCMG

Preso


De acordo com as investigações, Douglas pertenceria à gangue de tráfico de drogas no Beco Vitória. Ele foi preso em casa, no bairro Alto Vera Cruz, em cumprimento de mandado de prisão temporária. Os levantamentos apontaram o suspeito como indivíduo agressivo e que costuma ostentar posição contra policiais. “Ele chegou, inclusive, a postar fotografias com armas de fogo na companhia de comparsas, além de destacar sua disposição para o confronto com ‘alemães’, gíria utilizada para se referir aos policiais”, enfatizou o delegado responsável pelo inquérito, Leandro Alves.
 
                                                                                  Divulgação PCMG

Armas apreendidas


O delegado destacou, ainda, o apoio da Polícia Militar no fornecimento de informações que levaram à apuração do crime. “Essa é uma investigação que demonstra a efetiva cooperação entre as forças de segurança”, completou.