Operação 'Master Cat' fecha maior central clandestina de TV de Uberaba/MG

Divulgação PCMG
 
Material apreendido


A Polícia Civil desencadeou nesta manhã (18) a operação “Master Cat” (do inglês, “Mestre Gato”), para cumprir sete mandados de busca e apreensão na cidade. A operação tem o objetivo de identificar um serviço clandestino de TV a cabo e os operadores do esquema criminoso. Participaram das ações 33 policiais civis.

Divulgação PCMG

Material apreendido


Os policiais civis visitaram quatro endereços, todos no bairro Abadia, sendo que na Rua São Martins foi encontrada, em funcionamento, uma estrutura montada como uma central clandestina. Esta estrutura se resume a um computador interligado a um decoder que distribuía, via internet, um sinal que destrava os canais pagos de TV à cabo. Ainda foram apreendidos muitos decoders destravados ou para serem destravados, de diversas empresas de TV à cabo, bem como equipamentos suspeitos de terem vindo do Paraguai. Apreendeu-se também vários controles remotos, fontes de energia e antenas. Neste local, mora a mãe do suspeito M.F.B., 41 anos, conhecido como “Marcinho”.

Na resindência do suspeito, no bairro Manoel Mendes foram encontrados decoders, folhas de cheques de pessoas diversas e variados valores, um revólver  calibre .22 e cinco munições do mesmo calibre. O suspeito não foi encontrado.

Em outros três locais foram apreendidos decoders desbloqueados. Estes locais são de clientes do suspeito M.F.B. que chegava a pagar mensalidades entre R$ 36 a R$ 80, dependendo do plano adquirido pelo cliente. Essas pessoas foram conduzidas à delegacia para prestar esclarecimentos. A investigação aponta que “Marcinho” pode ter mais de 2 mil clientes, de várias classes sociais de Uberaba.

A partir desta operação, a Polícia Civil continuará as investigações, através de perícias no computador do suspeito, para identificar os clientes clandestinos e delimitar a participação deles nos crimes praticados.