MPF pede e redação do Enem 2016 pode ser anulada

Solicitação foi protocolada pelo procurador Oscar Costa Filho, do Ministério Público Federal no Ceará

O Ministério Público Federal no Ceará solicitou no início da noite desta segunda-feira (7) que a redação do Exame Nacional do Ensino Médio 2016 seja anulada. O motivo do pedido, protocolado pelo procurador Oscar Costa Filho, é o vazamento do tema da redação.
PUB
De acordo com o UOL, a ação tem como base a operação deflagrada pela Polícia Federal para combater fraudes no Enem. As investigações apontaram que vários candidatos já sabiam do tema da redação antes do início da prova.
"O fato de a prova falsa divulgada às vésperas do Enem 2015 ter se baseado no mesmo estudo da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, ainda que com um recorte diferente, não pode ser tido como uma mera coincidência de assuntos", disse o procurador, de acordo com o UOL.
É que uma postagem feita pelo MEC no Facebook em 2015 apontou que o tema da redação do Enem deste ano seria "Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”. Na ocasião, a publicação do Ministério da Educação visava desmentir um suposto vazamento.
O tema da redação do Enem 2016 foi “intolerância religiosa”.
"Ademais, a versão oficial do Inep resta cabalmente refutada quando se constata que a Polícia Federal prendeu em flagrante portando documento com o tema e o texto da redação pronto para ser transcrito durante a realização da prova de redação do dia seis", acrescentou o procurador federal.