Investigação resulta em prisão de dupla por morte de jovem com punhal em Minas

Um casal de ex-namorados foi preso Polícia Civil após investigação sobre o homicídio de Gustavo Costa Fernandes, de 22 anos, morto a golpes de punhal. Chrystoffer de Lima Alves (conhecido como “Potira”), de 21 anos, e Igor de Souza Dias, de 23, estão sendo apontados como responsáveis pelo crime ocorrido no dia 6 de março deste ano, no bairro Jaqueline, região de Venda Nova. Um adolescente, de 17 anos à época dos fatos, também teria participação no fato.

Divulgação PCMG
Coletiva de imprensa


Conforme explicou o delegado Sérgio Paranhos, que coordena o inquérito policial, Chrystoffer e Gustavo eram amigos de infância, sendo que as desavenças entre os dois começaram em virtude do relacionamento do suspeito com Igor. Apesar de não haver envolvimento amoroso entre os amigos, a polícia acredita que Gustavo tenha ficado com ciúmes de Chrystoffer.


Divulgação PCMG

Presos



Levantamentos realizados pela equipe que investiga o caso, mostram que a vítima e o casal de ex-namorados trocavam insultos e ameaças por redes sociais e aplicativos de relacionamento.

Chrystoffer e Igor foram presos temporariamente e encaminhados para o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) da Gameleira.

O crime

Em determinada ocasião, Gustavo teria, com a ajuda de um colega, agredido fisicamente o amigo, que não registrou a ocorrência. Nesse dia, Chrystoffer chegou em casa muito machucado e contou ao namorado o que havia acontecido. Indignado, o casal passou a planejar a morte de Gustavo.

No dia dos fatos, Chrystoffer, o ex-namorado Igor e um adolescente de 17 anos surpreenderam a vítima quando ela chegava em casa. Ao avistar os suspeitos, Gustavo ainda tentou correr para dentro do imóvel, mas foi detido e golpeado cinco vezes com um punhal manuseado por Igor. A vítima foi atingida quatro vezes no peito e uma outra nas costas. Gustavo caiu ensanguentado na porta de casa e foi socorrido por familiares, mas não resistiu aos ferimentos. Um dia após o crime, o casal viajou em férias para o Rio de Janeiro.