Homem desconfia de 'chifre' e mata ex-companheira em Uberaba

Suposta traição teria acontecido enquanto os dois ainda eram casados; agressor foi internado após tentar se matar 

O Tempo

Uma mulher de 40 anos foi assassinada pelo ex-marido em Uberaba, no Triângulo Mineiro, nessa quinta-feira (10). O crime aconteceu depois que o suspeito desconfiou de uma possível traição da vítima enquanto os dois ainda eram casados. Ele ainda tentou tirar a própria vida com um tiro no queixo.
Após um casamento de dez anos, Maria Silvânia Rodrigues de Azevedo estava separada do suspeito de 53 anos há apenas dois meses. O homem deixou a casa da família, localizada na rua Angra dos Reis, no bairro Jardim Copacabana, e passou a morar em outro imóvel.
Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar, o agressor chegou à antiga residência e guardou o carro na garagem. Para um dos enteados, um adolescente de 16 anos, ele disse que tinha ido buscar algumas coisas. Depois de uma breve conversa, o garoto continuou assistindo televisão e o padrasto seguiu para os fundos do local.
De lá, entrou em um dos quartos, onde Maria Silvânia dormia, e atirou na nuca dela, que morreu na hora. Em seguida, o homem efetuou um disparo contra o queixo e saiu ensanguentado pela casa, parando na varanda, onde ficou sentado segurando a arma.
Com o barulho dos tiros, vizinhos foram até o imóvel e encontraram o filho da vítima em desespero. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e encaminhou o homem ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM), onde ele segue internado sob escolta policial.
“Fiquei sabendo do crime aqui no meu serviço e me assustei porque tenho muito contato com ele e não esperava que fizesse isso. Quando cheguei na rua estava uma confusão danada”, disse uma vizinha, sob anonimato.
Após receber alta médica, ele será encaminhado à delegacia para prestar depoimento.