Garotinho passa mal na sede da PF no Rio

O ex-governador do Rio se sentiu mal antes de ser transferido para Campos dos Goytacazes (Norte do Estado), onde ocupa cargo de secretário de Governo; ele é suspeito de compra de votos 

O Tempo

Defesa disse que Garotinho corre risco de sofrer um AVC, e que seria levado para o Hospital Souza Aguiar, no centro

O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho passou mal na Sede da Polícia Federal, na zona Portuária do Rio, na tarde desta quarta-feira (16). O atual secretário de Governo de Campos dos Goytacazes (Norte do Estado), onde a mulher dele, Rosa Garotinho, é prefeita, foi preso pela operação Chequinho", que investiga esquema de compra de votos em Campos.
De acordo com os advogados de Garotinho, ele sofre de pressão alta e se sentiu mal antes de ser transferido para Campos. A defesa disse ainda que ele corre risco de sofrer um AVC, e que seria levado para o Hospital Souza Aguiar, no centro.
O criminalista Fernando Fernandes, defensor de Garotinho, afirmou que a "prisão é ilegal". O advogado vai recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para tentar revogar o decreto de prisão expedido pelo juiz da zona eleitoral de Campos.
Um argumento da defesa é que o ex-governador não foi candidato nas eleições municipais.