Feriado teve 29 mortes em estradas estaduais e federais em Minas

Maioria dos óbitos ocorreu em rodovias operadas pelo Estado; apesar disso, estradas federais tiveram mais acidentes

O feriado prolongado da Proclamação da República deixou 29 mortos em 555 acidentes nas estradas estaduais e federais que cortam Minas Gerais. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (16) em balanços da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar (PM).
Nas rodovias estaduais, ocorreram 215 acidentes, com 242 feridos e 21 mortos. Conforme relatório da PM, a falta de atenção dos motoristas, seguida de derrapagens por causa da chuva e animais na pista foram as principais causas das ocorrências.
Já nas rodovias federais foram 340 acidentes, com 327 feridos e oito óbitos.  Segundo a PRF, metade dos registros com vítimas fatais foi com pista molhada. As colisões frontais foram responsáveis por sete das oito mortes do feriado. O outro o óbito foi registrado em um atropelamento de animal por um motociclista, na BR-116, próximo a Dom Cavalcanti, no Vale do Rio Doce, em que o condutor morreu.
A estrada federal que registrou o maior número de óbitos foi a BR-262, com três mortes. No sábado (12), uma batida entre um caminhão e uma carro de passeio no trecho próximo a Bom Despacho, na região Central de Minas, deixou dois mortos. Na terça-feira (15), um outro acidente, ocorrido perto de Luz, também na região Central, deixou uma pessoa morta.
A PM ainda divulgou o resultado das operações nas estradas de Minas. Foram fiscalizados 26.264 veículos, dentre esses 41 foram apreendidos, 329 removidos, dois retidos e nove recuperados. Além disso, 301 inabilitados foram autuados e foram realizados 1.075 testes de etilômetro, com 25 prisões por embriaguez ao volante.
A PRF, por sua vez, divulgou que nas rodovias federais foram registradas 4.708 multas por excesso de velocidade e 334 ultrapassagens irregulares. A fiscalização da Lei Seca fez 4.042 testes etílicos, autuando 52 pessoas e prendendo nove condutores.
  Fonte: O Tempo