Evento celebra convênio entre Polícia Civil e Universidade Fumec

Estudantes lotaram o auditório Phoenix, na Universidade Fumec, e conheceram mais sobre a estrutura da Polícia Civil e o programa de estágio

Fotos Divulgação PCMG

A delegada Danúbia Quadros apresentou aos estudantes casos elucidados pela Polícia CIvil


Policiais civis, professores, alunos e outros funcionários da Universidade Fumec, em Belo Horizonte, participaram nesta segunda-feira (7) da solenidade de celebração do convênio entre a Polícia Civil de Minas Gerais e a instituição de ensino. Através desta parceria, os estudantes dos cursos de Direito e Psicologia têm a oportunidade de estagiar nas unidades da polícia, especificamente do Departamento de Investigação, Orientação e Proteção à Família (DIOPF), nas delegacias que recebem casos de crimes contra mulheres, idosos, deficientes, crianças e adolescentes.


O auditório Phoenix, na Fumec, ficou cheio, indicando interesse dos estudantes pelos assuntos abordados. As unidades da Polícia Civil foram apresentadas pelas delegadas presentes no evento, que também fizeram uma exposição de casos apurados nas respectivas delegacias, entre eles, a delegada Danúbia Helena Soares Quadros, chefe da Divisão Especializada de Atendimento à Mulher, ao Idoso e ao Portador de Deficiência (Demid) apresentou um crime elucidado em Belo Horizonte, no qual o filho adotivo agredia a mãe de 91 anos. Os vídeos foram divulgados pela mídia e ganharam grande repercussão na sociedade, por isso a delegada explicou parte do processo de apuração do crime, mostrando como os estudantes atuariam durante o estágio caso trabalhem em casos como o exposto.
Além da delegada Danúbia, o evento contou com a participação de diversas autoridades, entre elas, a chefe do DIOPF, Delegada-Geral Elisabeth Terezinha de Oliveira Dinardo Abreu; o diretor geral da Universidade Fumec, professor Antônio Marcos Nhomi; o diretor de ensino da Universidade Fumec, professor João Batista de Mendonça Filho; o chefe da Divisão Especializada de Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente (Dopcad), delegado Vladimir Alessandro Soares; a delegada de polícia da Dopcad, Isabella Franca Oliveira; a coordenadora do curso de Direito, professora Silvana Lobo; e o coordenador do curso de Psicologia, professor Wilson Leite.

O evento serviu, ainda, para que os estagiários dessem retorno a respeito da experiência já vivenciada nas unidades da polícia. A tarefa ficou por conta da estudante do curso de Psicologia da Fumec, Sandra Flores; e do estudante do curso de Direito, Rafael Coutinho, que estagiam na Demid e Dopcad, respectivamente.
A chefe do DIOPF, Elisabeth Dinardo, afirma que a parceria entre a Polícia Civil de Minas Gerais e a Fumec é, se não inédita, inovadora, pois visa possibilitar aos estudantes de Direito e Psicologia a vivência da prática em uma delegacia de polícia, conhecendo a fundo o inquérito policial, o ambiente de trabalho policial e as atividades desenvolvidas pelos delegados, técnicos e investigadores de polícia. “O estágio tem sido desenvolvido uma vez por semana, com carga horária de quatro horas, sob a supervisão de um delegado. A intensa procura por novas vagas deixa evidente o interesse dos estudantes pela carreira policial, o que é muito gratificante”, explica.

Para o diretor geral da Universidade Fumec, Antônio Marcos Nhomi, as instituições de ensino superior no Brasil devem estar em sintonia com os problemas sociais, para que haja colaboração com a sociedade e a capacitação dos alunos junto à realidade sócia que vivem; por outro lado, ajudando o Estado a cumprir o seu dever e prestar bons serviços à sociedade mineira. “O melhor aprendizado é aquele que não está nos livros, mas na vida. Queremos criar espaços para que as pessoas possam viver, não só essa realidade social, mas também ir a campo. Como disse Nelson Rodrigues, ´que a realidade possa encontrar soluções para as angústias`, e num prazo rápido no caso das angústias da sociedade”, afirma.

Ao final da cerimônia, os delegados da Polícia Civil foram homenageados pela Universidade Fumec.

O convênio

O Convênio de estágio entre a Universidade Fumec e a Polícia Civil para os alunos dos cursos de Direito e Piscologia tem o objetivo de contribuir com a formação acadêmica dos estudantes e provocar impactos positivos na produtividade dos trabalhos realizados nas unidades do DIOPF. Ao todo, são 56 estagiários dos cursos de Direito e Psicologia, do 7º período, que fazem a prática jurídica nas unidades da Polícia Civil, como forma de cumprimento de carga horária dos respectivos cursos.