Em um ano, roubos explodem em todas as regiões do país

Levantamento avaliou dados de nove Estados; em Minas, casos aumentaram 17%, de janeiro a setembro

 O Tempo


Os registros de roubo e furto explodiram neste ano em todas as regiões do país, segundo levantamento do jornal “Folha de S.Paulo” em estatísticas de nove Estados – os únicos que disponibilizam números atualizados de bases de crimes contra o patrimônio.

A reportagem analisou informações das secretarias estaduais de segurança de Rondônia, Ceará, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul.
Todos eles tiveram aumento nos registros de roubos, em comparação com 2015.
É o caso do Rio Grande do Sul, por exemplo, que decretou estado de calamidade financeira na última terça (22). No Estado, os roubos aumentaram 20% de janeiro a junho deste ano (dados mais recentes) comparados ao mesmo período do ano passado. Só em Porto Alegre, o aumento foi de 27% nesse intervalo.
Outro local em grave crise nas contas públicas é o Rio de Janeiro, que sediou as Olimpíadas em agosto. No Estado, houve aumento de 36% nos casos de roubo de janeiro a setembro de 2016 em relação a 2015 – na capital, os casos aumentaram 22%.
O mesmo aconteceu no Paraná, que viu os roubos crescerem 29% no primeiro semestre deste ano. Em Minas, em relação ao ano passado, de janeiro a setembro, o aumento foi de 17%, e de 13% em Belo Horizonte. Em Curitiba, o aumento foi de 14%.
Os números absolutos não podem ser comparados entre os Estados, apenas as taxas de evolução, porque cada unidade federativa possui uma metodologia diferente para contabilizar os casos – podem somar ou não estatísticas da Polícia Militar e da Polícia Civil, por exemplo.
O Estado de São Paulo também vem acompanhando, mês a mês, esse aumento nos índices de roubos, ainda que em taxas menores que outros – a soma dos casos de janeiro a outubro deste ano mostra um aumento de 6% nesse tipo de crime. Foram, no total, 270,5 mil registros neste ano, contra 255 mil no mesmo período do ano passado.