Dois morrem após terremoto em Wellington, na Nova Zelândia


WELLINGTON - Um poderoso terremoto atingiu a região central da Nova Zelândia logo após a meia-noite pelo horário local, provocando a morte de pelo menos duas pessoas e gerando um alerta de tsunami que levou milhares para áreas mais altas.

Reuters
Foto: Marty Melville / AFP

Equipes de emergência foram enviadas de helicóptero para a região do epicentro do terremoto de magnitude 7,8, a 91 quilômetros ao norte de Christchurch, em South Island, em meio a relatos de feridos e prédios desmoronados.
O primeiro-ministro da Nova Zelândia, John Key, afirmou a jornalistas na capital Wellington, onde o terremoto também foi sentido fortemente, que duas pessoas foram mortas. A polícia disse que uma das vítimas foi encontrada em uma casa na cidade turística costeira de Kaikoura.



  "Foi o terremoto mais forte que eu me lembro em Wellington", afirmou Key.

"Não temos nenhuma indicação neste momento para acreditar que a situação vai piorar, mas não podemos descartar isso", acrescentou.
Milhares de pessoas deixaram suas casas na costa leste do país em direção a áreas mais altas, após a Defesa Civil da Nova Zelândia emitir um alerta de tsunami, com possibilidade de ondas destrutivas.
Em 2011, um terremoto de magnitude 6,3 matou 185 pessoas na região de South Island.
"Estamos começando a ter relatos de feridos na área do terremoto, incluindo as regiões de Culverden e Kaikoura", disse mais cedo Dion Rosario, da equipe de monitoramento de incidentes.


A polícia disse que investigava relatos de um edifício desmoronado na cidade turística costeira de Kaikoura.
O terremoto foi sentido em boa parte do país.
"A casa inteira sacudiu como se fosse uma cobra, alguns objetos espatifaram-se no chão e a eletricidade foi cortada", disse uma moradora de Takaka, em South Island, em entrevista a uma rádio local.
Vários tremores secundários foram registrados em todo o país, alguns com magnitude 6,1.