Desabamento de gruta deixa dez mortos no Tocantins

Cinquenta pessoas escapam do acidente, ocorrido na manhã desta terça-feira (
1º)

Estadão Conteúdo

No local era realizada uma cerimônia para comemorar o Dia de Todos os Santos (Antônio Vieira/Divulgação)

O desabamento de parte de uma gruta na região central de Tocantins causou ao menos dez mortes no fim da manhã desta terça-feira, 1º. O acidente, em Santa Maria do Tocantins, mobilizou as polícias Militar e Civil, além de homens do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, que atuavam no resgate no local. Sete ficaram feridos e foram encaminhados para atendimento, outras 50 escaparam por estar do lado de fora da estrutura no momento da ocorrência. 
O local, conhecido como Casa da Pedra, fica a dez quilômetros do centro da cidade e costuma reunir peregrinos em comemoração ao Dia de Todos os Santos. Uma cerimônia ocorria no momento do acidente. O número de mortos foi confirmado pelos bombeiros, que trabalhavam com diversas equipes na região.
De acordo com os bombeiros e a Secretaria de Estado da Saúde, outras sete pessoas também se feriram após parte do teto da gruta desabar. Três equipes do Corpo de Bombeiros participavam dos trabalhos de resgate no local no local, além da Defesa Civil de Palmas. As pessoas feridas foram levadas para os hospitais de Pedro Afonso, Guaraí e Palmas.
Em nota, o governo do Estado informou que a prioridade, no momento, é atender os feridos. A Prefeitura de Santa Maria, em nota, manifestou "dor e pesar" pelo "trágico acidente na Gruta Casa de Pedra". Lá, segundo a administração, "fiéis encontravam-se em orações e agradecimento".
A prefeitura disse se unir a famílias e amigos dos falecidos, "pedindo a Deus que os conforte nesse momento difícil e de extrema dor". A administração disse ainda esperar a rápida recuperação dos feridos. "Nossos pensamentos e orações estão com as famílias das vítimas e todo o povo de Santa Maria do Tocantins", declarou. O governador Marcelo Miranda, por nota, disse lamentar profundamente o episódio do desabamento.
"Tão logo teve conhecimento do desabamento, o governador determinou as ações de socorro às vítimas, para garantir um atendimento rápido e eficiente.  Ele externa sua solidariedade a todas as famílias atingidas pela tragédia e decreta luto oficial por três dias", declarou.