Cruzeiro tenta fechar bem o ano e manter escrita de nunca ter caído

Jogadores celestes querem somar os pontos necessários para seguir na série A do Brasileirão

O Tempo

Apenas cinco equipes nunca caíram para a Série B do Brasileirão. Dentre elas, está o Cruzeiro – as outras são Internacional, Flamengo, Santos e São Paulo. O fato de isso nunca ter acontecido não serve de combustível para os celestes se manterem na elite do futebol nacional para o ano que vem. O que os celestes pregam é trabalho e foco para os últimos cinco duelos que ainda fará na atual edição da Primeira Divisão.
“O maior peso nem é essa questão (de ser um dos poucos clubes que nunca caíram). O Cruzeiro é um clube muito grande, que sempre procura disputar títulos. O peso maior é vestir a camisa do Cruzeiro. Sabemos da importância dessa camisa e de que podemos sempre fazer o melhor dentro de campo”, declarou o goleiro Rafael,
Para manter a escrita de nunca ter sido rebaixado, o time azul necessita de, no mínimo, uma vitória e um empate, o que o colocaria com 45 pontos na tabela de classificação, pontuação tida como necessária por matemáticos para se manter na Série A.
Mesmo assim, os celestes não veem tal situação como confortável e esperam que tal quadro não se repita em 2017, depois de dois anos seguidos correndo riscos.
“Eu acho que no futebol as coisas não são muito exatas. Um mais um nem sempre é dois. Todo clube passa por oscilação. São muitos clubes disputando o Brasileiro. Há muitos concorrentes diretos. Nem o Barcelona chega em todas as finais da Champions. Passamos por fase boa em 2013 e 2014. Temos que retomar o caminho para os títulos no ano que vem”, comentou o arqueiro.
“A gente quer sempre brigar por títulos, mas neste ano não deu. Tivemos a possibilidade de chegar à final da Copa do Brasil. Uma pena que não tenha acontecido. Porém, temos a possibilidade de fechar bem o ano para começar 2017 da melhor forma possível e buscar títulos”, salientou o zagueiro Bruno Rodrigo.