Com BMW blindado, iraquiano salva 70 pessoas de atiradores

O responsável pelo feito é Ako Abdulrahman, que comprou seu antigo BMW 1990 blindado num leilão por apenas 10 mil dólares

Fonte: Exame

 

Ataque: o combatente transportou mais de 70 pessoas, algumas feridas, além de corpos de pessoas mortas para longe do local do ataque (Ako Abdulrahman/Quatro Rodas)
Um homem no Iraque teve seu dia de herói. Ele salvou mais de 70 pessoas alvos de atiradores com seu BMW blindado em Kirkuk, cidade iraquiana devastada pela guerra causada pelo grupo terrorista Estado Islâmico.
O responsável pelo feito é Ako Abdulrahman, que comprou seu antigo BMW 1990 blindado (provavelmente um Série 7 da geração E32) num leilão por apenas 10 mil dólares.
No dia 21 de outubro, o grupo terrorista Estado Islâmico realizou uma série de ataques na cidade de Kirkuk. Inúmeros civis começaram a serem alvos de snipers escondidos em meio às edificações. Foi aí que Ako viu que poderia tentar ajudar essas pessoas acuadas.
Carro blindado com tiros
Em entrevista ao canal americano CNN, o iraquiano afirmou: “Eu disse a mim mesmo que este é o momento certo para ajudar as pessoas, e este é o momento certo para fazer isso. Eu sou um combatente e tenho um carro à prova de balas, vergonha de mim mesmo se eu não puder ajudar”.
O combatente transportou mais de 70 pessoas, algumas feridas, além de corpos de pessoas mortas para longe do local do ataque.
Segundo o combatente há ao menos 50 marcas de tiro no carro. Ako conta que a BMW até ofereceu um veículo novo para ele, para que a fabricante pudesse expor em sua sede o BMW alvejado.
Em vez disso, ele preferiu reparar e continuar com o antigo modelo. Como recompensa, ele ganhou um certificado de agradecimento de Najmaldin Karim, governador de Kirkuk.
“Eu não sou um herói. Sou apenas um iraquiano comum que quer salvar seu seu país de criminosos e assassinos”, finalizou.