"Caso Ana Clara" Histerismo da imprensa por furo, tumultua trabalho da polícia e quase causa linchamento em Carmo da Mata/MG



Na noite da última quarta-feira (16), em consequência do desaparecimento da criança Ana Clara,  na cidade de Carmo da Mata/MG, desde o dia 12, sábado passado.
(Fotos Divinews/Divulgação)
 
Diante de uma onda de boatos que começou nas redes sociais motivado por um post, de um tarimbado jornalista, de um veículo de comunicação, que categoricamente afirmou que a Policia Civil, “confirmou que o padrasto de Ana Clara, confessou ter matado a menina”, e ainda que, “o padrasto está indo para indicar onde enterrou o corpo” finalizou avisando: “Nossa equipe de reportagem está indo para Carmo da Mata”, foi o bastante para todos (rádios, jornais, televisões, sites) os meios de comunicação, junto com as redes sociais irem ao histerismo. E junto levar a opinião pública a explodirem em indignação e por pouco não lincharam Marciana Pereira da Cruz, a mãe de Ana Clara, por desconfiarem que ela pudesse estar também envolvida em um crime que sequer o padrasto confessou, e muito menos saiu de Campo Belo/MG, o local em que está preso, para ir a Carmo da Mata, indicar locais que o corpo provavelmente estaria enterrado – Naquela mesma noite, quarta (16), o Divinews entrou em contato com a DEPOL e ouviu de um investigador que nada estava acontecendo, que os fatos noticiados não procediam. Mas não adiantava as redes sociais e as notícias já postadas em diversos sites falavam ao contrário da versão oficial – E aí, o Divinews também cometeu o erro de divulgar posts de WhatsApp, ignorando a versão oficial passada por telefone – Então para esclarecer as informações truncadas, o Divinews esteve na tarde desta última quinta-feira em Carmo da Mata, e conversou com o delegado Douglas que enfaticamente desmentiu tudo que foi dito pela mídia. Afirmou que em nenhum momento o padrasto de Ana Clara, saiu da prisão em Campo Belo, para indicar qualquer lugar que fosse, que ele teria enterrado o corpo da criança, até por que, segundo o delegado, ele não confessou que matou Ana Clara - Douglas lamentou que as informações publicadas colocaram em risco a integridade física da mãe da menina, sendo necessário que ela fosse tirada de casa às presas para não ser linchada. A população, conforme o delegado, algumas pessoas estavam tão agitadas que, qualquer pessoa diferente na delegacia, eles pressupunham que era o padrasto, ou que estava ligado com o ainda inexistente crime – O delegado conversou com o editor do Divinews por mais de 40 minutos, conquanto, não gravou entrevista por ter sido instruído pela comunicação da Policia Civil em Belo Horizonte para não dar mais entrevistas até o desfecho do caso - O Divinews conversou também com Thiago Góis e Julia Resende, jornalistas do “A Notícia”, que relataram todos os fatos – E também com alguns moradores da cidade e vizinhos da casa da qual Ana Clara desapareceu misteriosamente, mas ninguém quis se identificar temerosos com o desfecho. O fato é que, todos têm muito medo do suspeito padrasto de Ana Clara, Alex Pereira Junior, o classificando como uma pessoa muito estranha, e por suas passagens na policia.

Com Informações: Do Divinews