Caixa continua liderando ranking de reclamações de clientes, diz BC

Índice calculado leva em conta o número de reclamações a cada bimestre, dividido pelo número de clientes de cada banco e multiplicado por 1 milhão

Agência Estado

A Caixa Econômica Federal continuou liderando o ranking de reclamações de clientes em setembro e outubro, de acordo com o resultado divulgado nesta quarta-feira, 16, pelo Banco Central. Entre as instituições financeiras com mais de 4 milhões de clientes, a Caixa registrou um índice de queixas de 17,20 pontos, superior ao indicador de 16,69 pontos de julho e agosto.
O índice calculado pelo BC leva em conta o número de reclamações a cada bimestre, dividido pelo número de clientes de cada banco e multiplicado por 1 milhão.
Segundo essa metodologia, o Bradesco passou a ser o segundo banco com mais reclamações entre as maiores instituições do País Em setembro e outubro, o índice do Bradesco ficou em 14,59 pontos, inferior ao resultado de 15,75 pontos do bimestre anterior, mas superior ao índice de queixas do Santander, que caiu de 15,86 pontos em julho e agosto para 12,96 pontos.
Na sequência do ranking de setembro e outubro aparecem Itaú (11,08), Banco do Brasil (10,86), Votorantim (6,90), Banrisul (5,48), Midway (1,96), Pernambucanas (0,47) e Banco do Nordeste (zero).
Entre as reclamações mais frequentes no bimestre estão a oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada, além de outras irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços. Problemas com cartões de crédito e a realização de débitos não autorizados pelos clientes também estão entre as principais queixas no setor.