Acusado de matar a mulher, serralheiro é procurado pelo programa Viva Mais Vale/MG

Oldair Matias de Menezes é procurado pela morte de Andreia Lima da Costa Matias, no bairro Cidade Nova, Santana do Paraís/MG

O serralheiro Oldair Matias de Menezes, de 47 anos, é o procurado da semana. Considerado foragido desde 19 de agosto deste ano, Oldair é acusado do homicídio de sua mulher, Andreia Lima da Costa Matias, de 32 anos. O programa Viva Mais Vale paga R$ 3 mil por informações seguras que levem até o procurado.
O serralheiro é o sexto nome de pessoas que cometeram crimes contra a vida e que se encontram foragidos. O telefone para a denúncia e agendamento da recompensa é o telefone 31 98692 7010. Está assegurado o sigilo da identidade do denunciante.

O crime ocorreu por volta de 8h de 14 de setembro de 2011 na rua Olavo Bilac, bairro Cidade Nova, em Santana do Paraíso. Andreia foi executada com três tiros, dois atingiram o maxilar e outro o ouvido da vítima. Investigado e indiciado pelo crime, o réu foi pronunciado em 24 de março de 2015, quando a Justiça Criminal decidiu mandá-lo a julgamento pelo Júri Popular.

Consta na denúncia do Ministério Público que as investigações policiais apontam depoimento de testemunhas, segundo as quais, Oldair e Andreia tinham relacionamento conjugal conturbado. Conforme o relatório, na noite de 13 de setembro de 2011, o autor teve uma discussão com a vítima, porque ela havia saído sozinha. Na manhã seguinte voltaram a se desentender. O denunciado foi até a sua oficina, no pavimento interior da residência da família, apoderou-se de uma arma de fogo e matou a mulher. 


Andreia tinha 32 anos e dois filhos, quando foi executada a tiros pelo marido
Sequestro
Depois do crime, os dois filhos do casal, um menino atualmente com 7 anos e uma menina, hoje com 15 anos, foram levados para serem criados por um tio materno, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Oldair não tinha permissão judicial para visitá-los, mas em 11 de março de 2013 o serralheiro foi preso acusado de tentar sequestrar os filhos.

Ele apareceu na casa do ex-cunhado e anunciou que levaria os filhos. A filha dele, conforme relatos do tio, correu do pai e o menino foi colocado em um carro. Como o fato ocorreu nas proximidades de uma Delegacia de Polícia Civil, a polícia foi avisada. Na ocasião, Oldair estava acompanhado da atual mulher dele e de um amigo. O carro que os três usavam para levar o menino sequestrado foi interceptado por um bloqueio da polícia carioca na linha vermelha. Os três foram indiciados pelo crime de subtração de incapaz e formação de quadrilha.

Programa
Lançado no dia 8 de outubro pelo Ministério Público, com apoio da Polícia Militar, Polícia Civil, Conselho Comunitário de Segurança Pública (Consep) e Fadipa, o programa Viva Mais Vale, disponibilizou o telefone 31 98692 7010 para o repasse de informações e pagamento de recompensa, com recursos oriundos da Vara de Execuções Criminais da Comarca de Ipatinga, a fim de levar à Justiça acusados de dez crimes de homicídio que nunca foram presos. O nome do denunciante não constará em nenhum processo e está assegurado o sigilo da informação.



Fonte: Diário do Aço