Muito mais do que estética, manter os dentes saudáveis é imprescindível para manter a qualidade do corpo. Conforme especialistas, a saúde bucal vai muito além do que se vê no espelho, pois os maiores inimigos da boca são invisíveis aos olhos. “Quando a saúde bucal não está em harmonia, os microrganismos naturais dessa região podem se proliferar e atingir outros órgãos”, explica a dentista da Caixa Seguradora Odonto Rosane Menezes Faria.
Para se ter uma noção, pesquisas comprovam que há relação entre a boca e doenças cardíacas, diabetes, hipertensão e nascimento de bebês prematuros, dentre outros. “Um exemplo disso é a Endocardite Bacteriana, infecção da parede interna do coração afetando principalmente as válvulas do coração, cuja bactéria que causa o problema pode ser proveniente de falta de cuidados com a higiene ou de doenças bucais existentes”, explica. 
Segundo a especialista, várias doenças em estágios iniciais podem ser descobertas durante a consulta odontológica de rotina, como o câncer bucal e a bulimia.

Quer fugir de todos esses males e ainda exibir dentes bonitos? Então anote ai cinco recomendações da dentista:
1. Escove os dentes no mínimo três vezes por dia
A escovação deve ser feita sempre após as principais refeições, com escova de cerdas macias, arredondadas e cabeça pequena para não traumatizar a gengiva, bochechas e língua, além de facilitar a limpeza dos dentes posteriores. É importante lembrar que a escova deve ser trocada a cada três meses ou quando ela começar a ficar desgastada;

2. Higienizar a língua é fundamental
As bactérias presentes na boca instalam-se não só entre os espaços dos dentes, mas também na camada dorsal da língua;

3. Use fio dental
O fio dental deve ser usado antes da escovação, em todos os dentes. Com o auxílio deste produto é possível remover os resíduos alimentares de áreas onde a escova não alcança;

4. Procure ter uma alimentação saudável
Alimente-se de forma adequada, consumindo alimentos ricos em fibras e grãos, frutas, verduras e legumes. Evite alimentos açucarados e gordurosos. Eles podem provocar cáries e inflamação na gengiva;

5. Visite o seu dentista
A melhor dica é a mais simples de todas: consulte um dentista a cada seis meses. Desta forma, o profissional poderá identificar os problemas bucais e tratá-los o quanto antes.