"Prefeitos Eleitos" Perspectivas e soluções para a nova gestão

O Brasil vivencia um momento de grandes turbulências. As instituições públicas precisam rever a forma como conduzem suas ações governamentais para não caírem ainda mais no descrédito. 

Fonte: AMM

As eleições municipais de outubro elegerão respectivamente, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, ocasião em que irão renovar as expectativas por mudanças que tanto a população clama e precisa. Serão eles, os candidatos eleitos, que em virtude de sua proximidade com os cidadãos, aqueles com maiores condições para apresentar as melhores soluções aos problemas de sua cidade. São 150 milhões de eleitores no Brasil esperançosos por nova postura do administrador público.
Neste cenário, o novo gestor se depara com dois grandes desafios: desenvolver um processo de transição política governamental de maneira eficiente e harmônica, e, ao mesmo tempo, se inteirar dos principais problemas da administração pública municipal, de modo a poder instituir procedimentos que possam atender às demandas da população, mesmo com poucos recursos nos cofres das prefeituras.
Com a renovação da administração municipal a ordem é qualificar-se. Por isso, o VI Congresso Mineiro de Prefeitos Eleitos será um dos mais importantes eventos de gestão pública municipal do País. No evento, os novos prefeitos e suas equipes aprenderão com experientes consultores em administração pública, quais as principais questões acerca da gestão pública, tais como: transição de governo, planejamento, orçamento, receitas, despesas, bem como os principais desafios do próximo quadriênio. Além disso, o Congresso também pretende oferecer alternativas para socorrer os municípios na pressão do controle e enquadramento na legislação.
O presidente da AMM, o prefeito de Barbacena, Antônio Carlos Andrada, chama a atenção para a mudança de foco no trabalho da Associação, diante das dificuldades vivenciadas pelos municípios, com a crise na gestão e as dificuldades financeiras. “Os municípios estão com muitas dificuldades. Não há interlocução satisfatória com os demais entes da Federação. A escassez de recursos tem dificultado a execução das políticas municipais, em regra elaboradas pela União e pelos Estados.”
A administração pública não pode descontinuar, mesmo diante da ocorrência de eventuais efeitos provocados pela alteração do quadro político e ou econômico. Algumas decisões neste momento de transição e início de mandato são fundamentais para o desenvolvimento de uma gestão pública eficiente. O VI Congresso Mineiro de Prefeitos Eleitos vai discutir e debater temas da maior importância para os gestores públicos e para a sociedade, especialmente acerca dos principais desafios da gestão 2017/2021.
Por meio de conferências, debates e palestras, a AMM mostrará, com excelência, como se deve enfrentar os desafios de uma transição governamental, a fim de se evitar disfunções por desconhecimento relativos os procedimentos administrativos municipal.

Será uma excelente oportunidade para ampliar seus conhecimentos estreitar o relacionamento por meio de um diálogo aberto com todos os envolvidos.