PF solta diretor da Polícia Legislativa do Senado

Prazo da prisão temporária de Carvalho - de cinco dias - venceu e não houve pedido de renovação

Agência Estado

Pedro Ricardo Araújo Carvalho, diretor da Polícia Legislativa do Senado

O diretor da Polícia Legislativa do Senado, Pedro Ricardo Araújo Carvalho, foi solto na terça-feira (25) pela Polícia Federal. Carvalho saiu da prisão em Brasília perto de meia-noite, segundo investigadores da PF.
Ele e outros três policiais legislativos do Senado foram presos temporariamente na sexta-feira (21) durante a operação Métis, deflagrada para desarticular suposto esquema de contrainteligência executado por policiais do Senado para favorecer senadores alvo de investigações.
O prazo da prisão temporária de Carvalho - de cinco dias - venceu e não houve pedido de renovação. Os outros três policiais já haviam saído da prisão antes de Carvalho.