PCMG prende em flagrante suspeito de matar funcionário de padaria

Após horas ininterruptas de trabalho, a 4ª equipe de plantão do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil prendeu em flagrante Rafael Justino da Silva (conhecido como “Fael”), de 22 anos, suspeito de assassinar o operador de caixa Daniel Chistyano dos Reis de Jesus, de 18. Rafael foi detido na madrugada dessa segunda (24), em Esmeraldas, Região Metropolitana de Belo Horizonte. A polícia acredita que o suspeito planejava uma fuga para São Paulo.

Divulgação PCMG

Delevada Ingrid Estevam em coletiva de imprensa



A arma utilizada na ação criminosa, um revólver calibre 32, foi apreendida, assim como a roupa utilizada pelo investigado no dia do fato. Segundo Rafael, ele carregou a arma com seis munições, e levou mais três no bolso como reserva.

Imagens de circuito interno de segurança flagraram o momento em que Daniel foi assassinado no último sábado, dia 22, dentro da padaria em que trabalhava, localizada no bairro Rio Branco, região de Venda Nova. O jovem foi morto após repreender Rafael que estava sem camisa, indo contra a norma do estabelecimento.
 
                                                     Divulgação PCMG

Preso

Conforme informou a delegada Ingrid Estevam, que coordenou as buscas pelo suspeito, exames periciais irão determinar se a arma apreendida era a mesma utilizada no crime, e também a quantidade de disparos que atingiram a vítima.

Versão do suspeito

Conforme declarações de Rafael, no dia do crime ele teria ido à padaria, em companhia de um primo. Ao entrar, ele foi interceptado pelo funcionário que estava no caixa. Daniel pediu que o suspeito vestisse uma camisa, visto que era norma do estabelecimento. Os dois então iniciaram uma discussão e, de acordo com Rafael, a vítima teria ofendido sua mãe.

Inconformado, o suspeito foi até sua casa, buscou um revólver e retornou ao estabelecimento para se vingar da vítima. O primo de Rafael tentou dissuadi-lo da ideia, mas foi inútil. O parente ainda alertou outro primo para que ele então avisasse Daniel sobre o perigo que corria, mas não deu tempo.

Nesse momento, Rafael chegou ao estabelecimento atirando contra a vítima. O suspeito conta que os dois primeiros disparos mascaram, mas logo em seguida Daniel foi atingido por quatro tiros, sendo dois no pescoço e dois na cabeça. Ele foi socorrido e encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. A delegada informou que as investigações continuam e a veracidade das declarações do suspeito ainda será averiguada.

Fonte: PCMG