PCMG apreende mais de 38 toneladas de fertilizantes de origem duvidosa em Minas

Na segunda fase da Operação Tellus, realizada pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão em fazendas de Uberaba e municípios vizinhos e no estado de São Paulo. O trabalho dos policiais civis, desencadeado ontem (24), resultou na apreensão de mais de 38 toneladas de fertilizantes de procedência duvidosa, além do recolhimento de notas fiscais e etiquetas informativas nos sacos utilizados para o armazenamento dos produtos (bags), que passarão por análise. Até o momento, a PCMG já apreendeu quase 100 toneladas desse tipo de adubo subtraídas em roubos na região.

Divulgação PCMG
Mais de 38 toneladas de fertilizantes de origem duvidosa foram apreendidas na segunda fase da Operação Tellus
 
Participaram desta etapa 47 policiais civis, em 16 viaturas, da Delegacia Regional de Uberaba, pertencente ao 5º Departamento de Polícia Civil. As fazendas vistoriadas ficam nas cidades de Sacramento, Água Comprida, Campo Florido, Uberaba e Miguelópolis (SP). De acordo com o delegado de polícia, Luís Tartamano, o volume apreendido encontrava-se em propriedades da zona rural do município de Sacramento e nas proximidades da Usina Vale do Tijuco, localizada em Uberaba. “Os fertilizantes estavam sem identificação e com nota de uma empresa cujo proprietário é investigado na Operação Tellus por envolvimento em roubos e receptação das cargas”, conta.

Nas demais fazendas vistoriadas, conforme explica o delegado de policia Luiz Antônio Blanco, que também está à frente dos trabalhos, a princípio, nada de ilícito foi encontrado. “Mas a Polícia Civil apreendeu diversas notas fiscais e etiquetas informativas nos bags que serão analisadas, posteriormente, junto à Receita Estadual de Minas Gerais”, explica.


Operação Tellus
Denominada Tellus, deusa que representa o solo fértil na mitologia romana, a operação da Polícia Civil teve início no último dia 19, em que foram presos nove envolvidos em roubos de cargas e apreendidos veículos, celulares, placas para clonagem de carros, uma arma de fogo utilizada nos crimes, entre outros objetos de natureza duvidosa. Dois suspeitos se encontram foragidos e são procurados pelos policiais civis. 

Na primeira etapa da operação houve prisão de suspeitos em roubos de cargas
 
A investigação da PCMG começou há cerca de dois meses, para apurar as ocorrências de diversos roubos de carga de fertilizantes de empresas da cidade de Uberaba. Os autores utilizavam de extrema violência nas abordagens aos caminhoneiros, os sequestravam e os mantinham reféns até o término da subtração da carga. As vítimas eram mantidas em porta-malas de veículos por até seis horas. Por meio dos levantamentos, foram identificados os autores da organização criminosa e o receptador das cargas roubadas.

Protesto

No dia 30 de setembro de 2016, caminhoneiros que realizavam o transporte de fertilizantes fecharam AMG-2595 (antiga Av Filomena Cartafina) em protestos relacionados aos roubos na região. Os prejuízos estimados pelos organizadores passam de R$ 1 milhão.